Madeira investe 923 mil euros na reabilitação da ER 103 entre o Terreiro da Luta e o Poiso

Pedro Fino explicou que esta obra não foi financiada com fundos europeus, mas que a Região aguarda a abertura do novo quadro comunitário, contando que deverá haver enquadramento para o financiamento da reabilitação desta estrada.

O Governo Regional da Madeira investiu 923 mil euros na reabilitação da Estrada Regional 103 (ER 103), entre o Terreiro da Luta e o Poiso, no âmbito do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS), numa extensão de 5 km.

Estas obras, promovidas pela Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas, através da Direção Regional de Estradas, visaram a reabilitação funcional do pavimento existente, a reabilitação e reposição da sinalização vertical e horizontal, a limpeza de passagens hidráulicas e eventuais reparações pontuais e a limpeza, reparação e reconstrução de valetas longitudinais de plataforma.

Os trabalhos, que tiveram uma duração de cerca de seis meses, incluíram também a correção altimétrica de muros guarda, a construção/reconstrução de muros guarda e de suporte e a reparação e instalação de guardas de segurança metálicas, incluindo colocação de dispositivos de proteção de motociclistas.

“Temos uma rede viária, que está na gestão da Direção Regional de Estradas, de cerca de 500 km, sendo que desde o ano passado até agora já reabilitámos mais de 100 km de estrada, de modo a garantir o conforto e a segurança rodoviária de todos os que circulam nestas estradas”, apontou o Secretário Regional dos Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino.

Pedro Fino explicou ainda que esta obra não foi financiada com fundos europeus, mas que a Região aguarda a abertura do novo quadro comunitário, contando que deverá haver enquadramento para o financiamento da reabilitação desta estrada.

A empreitada “Requalificação da Rede Viária regional – Zona Centro – PAMUS” foi adjudicada por 3,5 milhões de euros e foi para o terreno em setembro de 2021. Estes trabalhos decorrem nos concelhos do Funchal, Câmara de Lobos, Ribeira Brava e Santa Cruz, nomeadamente nas ER 103, ER 107, ER 109, ER 209, ER 228 e ER 229.

O PAMUS é um instrumento de planeamento que estabelece a estratégia de médio e longo prazo para o desenvolvimento de infraestruturas e transportes da RAM, com o objetivo de melhorar as acessibilidades em todo o seu território e proporcionar mobilidade e transportes mais sustentáveis aos residentes e visitantes.

Um dos objetivos específicos deste plano consiste na melhoria da mobilidade turística e a criação de percursos temáticos com recurso às estradas regionais mais antigas, uma vez que permitem o acesso a pontos de fruição da paisagem e a zonas turísticas. Em termos de implementação foi dividido em três grandes áreas de intervenção correspondentes às zonas Centro, Oeste e Leste.

Quanto à “Requalificação da Rede Viária Regional – Zona Oeste – PAMUS”, adjudicada por 4,2 milhões de euris, implica intervenções em troços da Rede Viária Regional na Zona Oeste da ilha da Madeira, como nas ER 101, ER 105, ER 210, ER 222 e ER 223, nos concelhos da Calheta, Ribeira Brava, Ponta do Sol e Porto Moniz.

A empreitada de “Requalificação da Rede Viária Regional – Zona Leste – PAMUS”, adjudicada por 3,5 milhões de euros, engloba vários troços da Rede Viária Regional na Zona Leste da ilha da Madeira, com intervenções nas ER 202, ER 207, ER 212, ER 213, ER 218 e ER 225.

Recomendadas

Funchal: PAN critica “tiques de absolutismo” de PSD e CDS-PP

O partido diz que o Orçamento Municipal do Funchal, que foi aprovado na Assembleia Municipal, permite concluir que estamos perante uma vereação “sem rasgo, sem ideias, conduzida por um presidente de Câmara, Pedro Calado, cuja capacidade de resolução de problemas já é considerada, por um número crescente e cada vez maior de habitantes do Funchal, como uma desilusão”.

Madeira lança campanha para promover literacia na saúde

Entre os temas abordados estarão: a alimentação saudável, a promoção da atividade física, a prevenção de acidentes em diferentes idades e contextos, a saúde mental ao longo da vida, a prevenção de consumos de substâncias psicoativas, a prevenção de consumos de álcool e tabaco, o sono e o repouso recomendados e o uso adequado da medicação.

Asseco PST e LOQR estabelecem parceria para reforçar ligação à lusofonia

Com esta parceria as empresas pretendem auxiliar as instituições financeiras no seu processo de aceleração digital.
Comentários