Madeira: JPP participa em conferência do Partido Democrata Europeu em Tenerife

Perante as ‘Soluções’ apresentadas, ambos os representantes JPP foram convidados a comentar e partilhar a sua experiência enquanto autarcas e representantes políticos provenientes de uma região ultraperiférica.

O JPP esteve presente, no passado domingo, na conferência organizada pelo Partido Democrata Europeu (PDE) em Tenerife, Canárias, com o mote: “Soluções para a Europa”, contando com a presença do presidente do Partido, Filipe Sousa, e do membro da comissão política nacional, Élia Ascensão.

Perante as ‘Soluções’ apresentadas, ambos os representantes JPP foram convidados a comentar e partilhar a sua experiência enquanto autarcas e representantes políticos provenientes de uma região ultraperiférica.

A Vice-presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Élia Ascensão, integrou o primeiro painel com o tema: “Impulsionar o espírito empreendedor, diversificar a economia e combater o desemprego jovem”, tendo assistido à apresentação de quatro projetos inovadores promovidos por jovens empreendedores de Canárias.

Da experiência regional, a autarca começou por aflorar o ‘êxodo’ do capital humano a que todos os anos assistimos com a saída de dois terços dos alunos universitários para fora da Região, onde, mesmo com os programas de emprego jovem disponibilizados pelo Instituto de Emprego (IEM) e com a dinamização do empreendedorismo que se tem verificado, nomeadamente, com a Startup Madeira, a opção da maioria dos jovens passa por sair da Região, descapitalizando vários serviços locais.

Élia Ascensão reforçou a importância do financiamento europeu para os vários programas em curso, assim como do investimento e existência de entidades enquadradoras, no caso dos programas de emprego do IEM, com condições para facultar, com qualidade reconhecida, a tão ansiada oportunidade de experiência profissional.

Por outro lado, destacou o papel da Startup Madeira enquanto instrumento capaz de diversificar a economia e impulsionar o espírito empreendedor que, além de providenciar serviços de incubação, esta entidade tem desenvolvido, regularmente, vários programas de aceleração de ideias de negócio, e de atração de nómadas digitais, com um impacto económico significativo e direto nas localidades de acolhimento.

Por último, e porque estava perante a presença de eurodeputados, a representante do JPP teve ainda tempo para partilhar a sua preocupação sobre o Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), segunda maior fonte de receita regional, que já teve seis mil empresas e que neste momento tem apenas 1.600 empresas, como consequência do diferendo com a comunidade europeia e todo o marketing negativo à sua volta.

A autarca concluiu reforçando a necessidade de haver um maior investimento em todos os programas e instrumentos de alavancagem e diversificação da economia e deixou ainda o repto à criação de condições de trabalho atrativas para os jovens que não querendo enveredar pelo ensino superior, mostrem interesse e aptidão para o desenvolvimento de atividades no sector primário, quer na agricultura e sustentabilidade dos nossos solos e indissociável defesa da floresta, bem como nas atividades ligadas à economia azul, essencial numa ultraperiferia atlântica, e um dos grandes eixos comunitários do momento.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Filipe Sousa, por sua vez, integrou o terceiro e último painel sob o tema: “Energias Renováveis” e assistiu a três apresentações sobre trabalhos realizados por universidades e entidades públicas de Canárias. Com particular destaque para um projeto promovido em El Hierro, a segunda menor e mais ocidental ilha do arquipélago das Canárias, uma pequena ilha abastecida 100% por energias renováveis através de uma central hidroeólica, que produz energia elétrica a partir de fontes limpas e renováveis como a água e o vento.

O autarca aproveitou a oportunidade para partilhar o exemplo de Santa Cruz e o seu projeto pioneiro no âmbito da iluminação pública e eficiência energética, projeto que consiste na transição de todas as luminárias no espaço público para a tecnologia LED e inteligente, seguindo as normas definidas em sede do primeiro plano de iluminação pública em Portugal. Apesar de ter sido um projeto fortemente criticado, encontra-se neste momento, a ser replicado por vários municípios em Portugal.

Numa última nota, e também na presença de eurodeputados, o representante do JPP mostrou preocupação pelos discursos extremistas anti-Europa que questionam a importância da Comunidade Europeia e as oportunidades de financiamento que proporcionam desenvolvimento e que permitem combater problemas estruturantes como as perdas de água, que em Santa Cruz rondam os 60%.

Recomendadas

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

Parlamento da Madeira pede inclusão das regiões autónomas no grupo que vai elaborar o Plano Estratégico da Pequena Pesca

“Para nós é fundamental que as Regiões Autónomas estejam salvaguardadas com uma presença efetiva, por forma a que possamos salvaguardar as especificidades da pequena pesca nas ilhas, que é diferente da que acontece no território continental”, aclarou Nuno Maciel.
Comentários