Madeira: Novo complexo de habitação social de São Gonçalo custa 7,2 milhões

As verbas para a construção dos edifícios são provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Estão em curso as obras de construção do Complexo Habitacional de São Gonçalo III, uma empreitada de habitação social com preço base de 7,2 milhões de euros, através de verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Trata-se de um complexo habitacional que prevê a edificação de 54 fogos de habitação social, na freguesia de São Gonçalo, no Funchal, que será edificado num terreno do Governo Regional.

O terreno tem uma área de cerca de nove mil metros quadrados de área, que contempla a construção de três edifícios de três pisos, com tipologias que variam entre os T1 (12 apartamentos), T2 (27 apartamentos), T3 (12 apartamentos) e T4 (três apartamentos). A obra inclui ainda a criação de infraestruturas, estacionamentos, espaços de acesso pedonal, áreas verdes e um parque infantil.

É objetivo garantir a ausência de barreiras arquitetónicas e, por outro lado, elevar o patamar de desempenho de eficiência energética, já que empreendimento será concebido com vista a obter a classificação energética máxima, informou a Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas.

Com vista a dar continuidade ao trabalho social desenvolvido noutros complexos habitacionais geridos pela Investimentos Habitacionais da Madeira (IHM), este projeto irá incluir a construção de um polo comunitário.

O objetivo é apoiar a população residente, nomeadamente através de uma intervenção social junto das famílias, dando uma resposta de âmbito social e comunitário, em que se desenvolve um conjunto de atividades formativas, lúdicas, culturais e desportivas, agindo de forma articulada com os parceiros locais.

 

Recomendadas

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

Parlamento da Madeira pede inclusão das regiões autónomas no grupo que vai elaborar o Plano Estratégico da Pequena Pesca

“Para nós é fundamental que as Regiões Autónomas estejam salvaguardadas com uma presença efetiva, por forma a que possamos salvaguardar as especificidades da pequena pesca nas ilhas, que é diferente da que acontece no território continental”, aclarou Nuno Maciel.
Comentários