Madeira: Orçamento de 330 milhões de euros para a Saúde e Proteção Civil marcado ainda pela incerteza da pandemia

Pedro Ramos fez questão de frisar que a Covid-19 “só desaparecerá quando estivermos todos vacinados e com mais responsabilidade”, realçando que “na Madeira as medidas são sanitárias em contexto político e não são medidas políticas em contexto sanitário, como são em Portugal continental”.

O Secretário Regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, salientou que o Orçamento Regional para 2022 contempla mais de 330 milhões de euros para a Saúde e Proteção Civil na Região Autónoma da Madeira (RAM), vincando que este é marcado ainda pela incerteza da pandemia da Covid-19.

Os 330 milhões de euros vão ser repartidos pela Direção Regional de Saúde, pelo IA Saúde (Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais), pelo SESARAM (Serviço Regional de Saúde) e pela Proteção Civil.

Pedro Ramos destacou, durante a discussão do Orçamento Regional para 2022, que decorre na Assembleia Legislativa da Madeira, que o montante atribuído a estas áreas demonstra que a Saúde e a Proteção Civil são dos “pilares mais importantes” para o Governo Regional, destacando que este é um orçamento de proteção, promoção da saúde e prevenção da doença.

“Este orçamento poderá ser marcado ainda pela incerteza da pandemia quanto à sua duração, transmissibilidade e controlo, mas não impede de continuar a ser um orçamento para a saúde e social na RAM”, frisou.

Pedro Ramos fez questão de frisar que a Covid-19 “só desaparecerá quando estivermos todos vacinados e com mais responsabilidade”, realçando que “na Madeira as medidas são sanitárias em contexto político e não são medidas políticas em contexto sanitário, como são em Portugal continental”.

O responsável com a pasta da Saúde na Madeira aproveitou ainda para fazer um balanço sobre o decorrer da vacinação na Região, frisando que “teve a adesão esperada, embora nalgumas situações fosse necessário estimular a campanha na RAM”, no entanto, refere que a Região foi bem sucedida na vacinação dos jovens e dos mais resistentes.

O Secretário aproveitou ainda para realçar que este orçamento vai consolidar o novo Plano Regional de Saúde até 2030, que está neste momento em preparação, que é um orçamento para a continuidade dos projetos do Novo Hospital e da nova unidade local de saúde do Porto Santo, traçando também o objetivo de ter em 2023 a EMIR no Porto Santo durante o ano inteiro.

Recomendadas

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.

Madeira supera 1,1 milhões de dormidas no alojamento turístico em agosto

As estimativas para as dormidas de agosto de 2022 superam em 67 mil o valor do mês anterior, passando assim a constituir o registo mensal mais alto de sempre observado no alojamento turístico da Região.

Madeira investe 923 mil euros na reabilitação da ER 103 entre o Terreiro da Luta e o Poiso

Pedro Fino explicou que esta obra não foi financiada com fundos europeus, mas que a Região aguarda a abertura do novo quadro comunitário, contando que deverá haver enquadramento para o financiamento da reabilitação desta estrada.
Comentários