Madeira prevê iniciar vacinação contra covid-19 antes do final do ano

O primeiro lote de vacinas contra o covid-19 deve chegar esta segunda-feira à região autónoma.

A Madeira prevê iniciar a vacinação contra o covid-19 antes do final do ano, afirmou Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional. O primeiro lote de vacinas contra o coronavírus deve chegar esta segunda-feira à região.

“Penso que as vacinas devem chegar aqui na segunda-feira, portanto, a partir de segunda-feira temos tudo pronto para iniciar [a vacinação] antes do fim do ano”, disse à margem de uma visita à costa norte da ilha, no fim-de-semana, onde visitou as freguesias de Ponta Delgada e Boaventura, no concelho de São Vicente, as mais afetadas pela tempestade do dia de Natal.

Na quinta-feira, a Secretaria da Saúde e Proteção Civil da Madeira apresentou o plano regional de vacinação contra a covid-19, indicando que estima vacinar 50 mil pessoas na primeira fase do processo e que previa receber 9.750 doses em janeiro de 2021.

“Vai ser mais cedo, porque em Portugal continental também é mais cedo”, disse Miguel Albuquerque.

No continente, a campanha de vacinação contra a covid-19 arranca no domingo.

“A Madeira vai receber a sua quota de vacinas e, no quadro daquilo que foi anunciado pelo grupo de trabalho constituído para a vacina, iremos proceder ao início da vacinação pelos profissionais de saúde que estão na linha da frente”, declarou.

De acordo com os dados mais recentes, a Região Autónoma da Madeira tem 493 casos ativos de coronavírus, 145 importados e 348 de transmissão local.

Recomendadas

Madeira: PS defende novo modelo de apoio a pessoas com deficiência ou incapacidade

Elisa Seixas lamentou que os projetos previamente apresentados pelo PS tenham sido rejeitados pela maioria, pelo que será entregue uma proposta de Decreto Legislativo sobre esta matéria.

Madeira: Dívida da Administração Pública Regional cresce 2,6 milhões de euros no segundo trimestre

Os dados são da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM), que indicam também que face ao trimestre anterior houve uma redução de 300,7 milhões de euros, ou seja um diminuição de 5,7%.

Presidente da Assembleia da Madeira alerta para necessidade de preservar património edificado

O presidente da Assembleia Regional disse esperar que “a voragem da construção não dê cabo” de obras notáveis e marcantes da arquitetura da Madeira e dos Açores. “Em vez de erguermos parques temáticos a recriar o que temos, era bem mais importante tentar recuperar e conservar o que resta da nossa história”, acrescentou José Manuel Rodrigues.
Comentários