Madeira: PS critica incapacidade da Câmara da Ribeira Brava em negociar com o Governo

Na reunião, Sérgio Silva contestou também a construção de uma escadaria de metal na vereda de acesso à vila da Ribeira Brava pela encosta oeste, em substituição da antiga de pedra, destruída pelo rebentamento de uma muralha de suporte na obra de construção de um prédio.

O PS manifestou a sua discordância em relação ao facto de, no projeto de construção do parque de estacionamento subterrâneo e praça, no espaço da antiga escola primária da vila, se manter o prédio sul, onde funcionava a cantina. Na última reunião camarária da Câmara Municipal da Ribeira Brava, o vereador socialista Sérgio Silva considerou que esta configuração diminui o espaço de fruição pública ao ar livre, bem como do próprio estacionamento. Algo que, entende, é revelador das más opções políticas do Movimento RB1 e mostra a sua incapacidade de negociação com o Governo Regional.

Na reunião, Sérgio Silva contestou também a construção de uma escadaria de metal na vereda de acesso à vila da Ribeira Brava pela encosta oeste, em substituição da antiga de pedra, destruída pelo rebentamento de uma muralha de suporte na obra de construção de um prédio.

O PS alerta os ribeira-bravenses para que “não se deixem iludir” com a justificação do Governo Regional de que esta é uma solução provisória, exigindo que seja reposta a antiga escadaria de pedra, importante património cultural da localidade.

Por outro lado, o vereador do PS manifestou a sua concordância em relação ao facto de o protocolo entre a autarquia e a Associação de Bombeiros da Ribeira Brava e Ponta do Sol prever, para este ano, um acréscimo de transferências na ordem de 5%.

Deu ainda o seu voto favorável aos pedidos de apoio solicitados pela Escola Padre Manuel Álvares, pela Paróquia da Tabua e pela Casa do Povo da Serra de Água, para a realização de diversos eventos.

Recomendadas

PremiumSofar Sound chega à Madeira com concertos em lugares inesperados

No meio da natureza, na praia ou nalgum edifício icónico, são alguns exemplos de “lugares incríveis” onde estes espetáculos, que duram duas horas, podem ter lugar.

PremiumChoux: a pastelaria que junta bolos franceses aos sabores regionais

A pasteleira Joana Gonçalves meteu ‘mãos à obra’ na altura da pandemia. As encomendas são uma parte importante do negócio, sendo que representam cerca de 50% do faturamento da empresa. É possível mandar fazer bolos de aniversário, sobremesas e cestos de piquenique.

Madeira: Comercialização de banana aumentou 12,6% em 2022

O aumento registado em 2022 foi transversal a todas as categorias de banana. Comparativamente ao ano anterior, a banana de categoria extra cresceu 14,3%, a de primeira categoria, 8%, e a de segunda, 2,1%.
Comentários