Madeira: PS quer Albuquerque, AFA e Grupo Sousa no parlamento para explicar pressões e favorecimentos

O PS já deu entrada na Assembleia da Madeira de pedido para comissão de inquérito e vai chamar também Tecnovia e sociedades de desenvolvimento.

O PS quer chamar o presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, Avelino Farinha (AFA) e Luís Miguel de Sousa (Grupo Sousa) ao parlamento regional para explicarem as denúncias feitas por Sérgio Marques de favorecimento a grupos económicos e de pressões que levaram ao afastamento de secretários regionais do executivo madeirense.

Serão chamados também os administradores da Tecnovia e das Sociedades de Desenvolvimento.

O presidente do PS Madeira, Sérgio Gonçalves, disse que as acusações feitas por Sérgio Marques relativas a cedência do Governo a pressões dos empresários, as “obras inventadas” e os “investimentos loucos” feitos pela Sociedades de Desenvolvimento, como “gravíssimas”.

O dirigente socialista reforçou que se tratam de acusações feitas por um alto quadro do PSD, e por um ex-governante, que se “sentiu visado por essas pressões e por essa cedência do presidente do Governo Regional a determinados interesses, pelo que é extremamente importante que Miguel Albuquerque esclareça se foi ou não pressionado e se estas situações continuam a existir”.

Sérgio Gonçalves acrescentou que a população da Região não quer “um governo fraco, permeável a pressões externas e que ceda a todo este tipo de influências que, aparentemente, Sérgio Marques quis denunciar”.

O líder do PS Madeira considerou ser necessário escrutínio pelo que já deu entrada na Assembleia da Madeira de um pedido para a constituição de uma comissão de inquérito.

O socialista refere que o PS não vai deixar cair o tema no esquecimento “por mais que Miguel Albuquerque o queira esconder ou evitar”.

Depois das denúncias feitas por Sérgio Marques este acabou por renunciar ao mandato como deputado do PSD Madeira na Assembleia Legislativa da República.

O PS já tinha defendido que esta renúncia de Sérgio Marques mostrou um PSD Madeira “que não respeita a liberdade de opinião e que tem medo que se apure as verdades”.

Recomendadas

Presidente da Câmara do Funchal alerta para importância de adaptação do consumo aos recursos financeiros

O presidente da autarquia do Funchal disse que os consumidores devem “consumam bem e adequadamente” e de “forma regrada”.

Saiba aqui quais os principais constrangimentos dos consumidores madeirenses e o que reivindicam para 2023

Os consumidores reivindicam a atribuição do subsídio de mobilidade no ato da compra da passagem aérea entre o continente e a Região Autónoma da Madeira. Ou seja, que entre em pleno vigor o já estabelecido na Lei.

A indignação e preocupação dos portugueses

Todos os dias nos confrontamos com um brutal aumento dos produtos alimentares; com o aumento da energia; com o aumento dos juros do empréstimo para a habitação; o aumento das portagens e transportes; e com uma larga percentagem de salários precários (ou mesmo acima da média) que não conseguem corresponder a estes aumentos.
Comentários