Madeira: PS quer orçamento participativo e mercados locais para agricultores de Santa Cruz

A um outro nível, os socialistas propõem a criação de infraestruturas e equipamentos para dinamização de mercados locais destinados aos agricultores de Santa Cruz, ficando os mesmos isentos do pagamento de taxas.

O Partido Socialista na Assembleia de Freguesia de Santa Cruz defende que a Junta de Freguesia crie um orçamento participativo, permitindo, desta forma, que os cidadãos tomem parte das decisões que digam respeito à vida daquela localidade.

Esta proposta, que o PS considera que deve ser tida em conta no orçamento daquela autarquia local para o próximo ano, preconiza que os santacruzenses possam apresentar projetos nas áreas da reabilitação urbana e espaço público, da higiene urbana, da educação, da modernização administrativa, dos direitos sociais, dos transportes, do desporto, da economia, do ambiente e do desenvolvimento local e cultural, sendo, para o efeito, reservada uma verba de 1.500 euros.

A um outro nível, os socialistas propõem a criação de infraestruturas e equipamentos para dinamização de mercados locais destinados aos agricultores de Santa Cruz, ficando os mesmos isentos do pagamento de taxas.

“A agricultura regional é importante para a dinamização dos concelhos e freguesias rurais, para a manutenção da paisagem tradicional madeirense e para o sustento e soberania alimentar das famílias”, explica o PS.

Recomendadas

Médicos internos preenchem totalidade das 39 vagas disponibilizadas à Madeira

Este processo, que decorre em simultâneo a nível nacional, é acompanhado na Região Autónoma da Madeira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), entidade responsável pelo Internato Médico na Região.

Funchal: Prorrogado prazo de reabilitação da ETAR

Foi aprovada a participação da Câmara num instituto sem fins lucrativos, o Instituto para o Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDEA).

Madeira aprova 74 contratos-programa de desenvolvimento desportivo no valor de quatro milhões de euros

Foi autorizada ainda a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Associação Santana Cidade Solidária, de 21,4 mil euros, relativo ao financiamento das respostas sociais loja social e atendimento e acompanhamento social.
Comentários