Madeira: PS refere que dotação para o Ambiente em 2022 cai 21%

Sílvia Silva realçou que as políticas de combate às alterações climáticas implementadas no Orçamento Regional para 2022 “prejudicam o desenvolvimento e que o dinheiro gasto nesta área é mais um desperdício do que um investimento”.

A deputada do PS Sílvia Silva destacou, durante a discussão do Orçamento Regional para 2022, na Assembleia Legislativa da Madeira, que a dotação neste orçamento para o Ambiente cai 21% face a 2021.

“Em 2022, com a emergência climática e ambiental no topo das preocupações mundiais, neste cantinho do céu com tudo sob controlo, a dotação para o Ambiente cai 21% em relação ao ano anterior e conta apenas com pouco mais de 1% dos valores disponíveis neste orçamento”, frisou.

Sílvia Silva realçou que as políticas de combate às alterações climáticas implementadas no Orçamento Regional para 2022 “prejudicam o desenvolvimento e que o dinheiro gasto nesta área é mais um desperdício do que um investimento”.

“Para a Secretaria do Ambiente este governo não dá nada, para a economia circular e gestão de resíduos quase nada e para a adaptação climática e relativamente ao território, solo e paisagem, o trabalho do ambiente volta a ser elaborar os estudos que ficaram por fazer nos orçamentos anteriores”, sublinhou.

Recomendadas

Médicos internos preenchem totalidade das 39 vagas disponibilizadas à Madeira

Este processo, que decorre em simultâneo a nível nacional, é acompanhado na Região Autónoma da Madeira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), entidade responsável pelo Internato Médico na Região.

Funchal: Prorrogado prazo de reabilitação da ETAR

Foi aprovada a participação da Câmara num instituto sem fins lucrativos, o Instituto para o Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDEA).

Madeira aprova 74 contratos-programa de desenvolvimento desportivo no valor de quatro milhões de euros

Foi autorizada ainda a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Associação Santana Cidade Solidária, de 21,4 mil euros, relativo ao financiamento das respostas sociais loja social e atendimento e acompanhamento social.
Comentários