Madeira: PSD diz que proposta do PS para conciliação da vida pessoal, profissional e familiar já está a ser desenvolvida

Rubina Leal realçou que estas questões constam do Programa de Governo e que já foi implementado o quarto Plano Regional para a Igualdade e Cidadania Ativa, bem como foi reformulado e está a ser promovido o Guia Regional para a Conciliação da Vida Profissional e Familiar.

A deputada do PSD Rubina Leal apontou, esta quarta-feira, no âmbito da apresentação de uma proposta do PS para a conciliação da vida pessoal, profissional e familiar, que estas matérias já estão a ser desenvolvidas na Região.

“A proposta do PS é inócua e nada adianta naquilo que está a ser desenvolvido nestas matérias”, destacou.

Rubina Leal realçou que estas questões constam do Programa de Governo e que já foi implementado o quarto Plano Regional para a Igualdade e Cidadania Ativa, bem como foi reformulado e está a ser promovido o Guia Regional para a Conciliação da Vida Profissional e Familiar.

“Tanto o Plano como o Guia estão ambos no terreno e em execução”, frisou, salientando que ao contrário daquilo que foi dito pelos partidos da oposição, esta questão está a ser tida em conta pelo Governo Regional

Recomendadas

Presidente da Assembleia da Madeira alerta para “completa desregulação” do mercado da informação

O presidente da Assembleia Regional disse que o jornalismo de referência vive na “amargura de uma profunda crise financeira”, reforçando que se “não for mais apoiado” pelos Estados e pelos Governos, corre-se “sérios riscos de ameaças à democracia”.

Secretário da Economia considera que a Madeira tem “os melhores indicadores económicos de sempre”

A expetativa do governante é de que este ano a região melhore esses resultados, atingindo um novo máximo no PIB, e atraindo mais visitantes e comércio.

Grupo SATA integra projeto Cluster Grace Açores

Associados e membros do cluster partilham boas-práticas e desenvolvem sinergias com o objetivo de colocar os temas da Agenda 2030, 2050 e ESG (Environmental, Sustainability and Governance) como prioritários nas agendas das empresas.
Comentários