Madeira: PSD elogia Orçamento Regional “ambicioso, rigoroso e de responsabilidade”

O PSD diz ainda que o Orçamento Regional promove o “equilíbrio das contas públicas, e contém um desagravamento fiscal fundamental para as empresas”.

O PSD considerou que o Orçamento Regional da Madeira, para 2021, é ambicioso, tem rigor e é responsável.

Na discussão na especialidade do Orçamento Regional da Madeira e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), que decorre esta quarta-feira na Assembleia Legislativa da Madeira, o deputado do PSD, Rafael Carvalho, diz que o Orçamento Regional promove o “equilíbrio das contas públicas, e contém um desagravamento fiscal fundamental para as empresas”.

O social democrata, durante a audição a Rui Barreto, secretário regional da Economia, disse que a descida do IRC, onde será esgotado o diferencial fiscal de 30% face ao território continental, implica uma redução de 24 milhões de euros.

Durante o debate na especialidade os sociais democratas deixaram críticas ao PS. O deputado do PSD, Brício Araújo, considerou que o PS se absteve de defender a zona franca, e acusou a República de virar as costas à Madeira.

Valor dos passes fica igual

Já o secretário regional da Economia, Rui Barreto, aproveitou para anunciar que serão mantido o valor dos passes de transportes públicos. O governante disse ainda que só sete meses depois do Governo da Madeira ter apresentado esses as linhas de apoio às empresas da região, é que o PS trouxe uma proposta para apoiar empresas no valor de 65 milhões de euros.

“O PS não dizia onde se ia buscar esse dinheiro. 70% desse valor tinha de ir para o turismo, vai-se lá saber porquê. Esta linha do PS pretendia matar o tecido empresarial da região”, afirmou o governante.

Recomendadas

Madeira: Movimento de passageiros nos aeroportos da Região cresceu cerca de 40% face a 2019

No aeroporto da Madeira, e no mês em análise, o tráfego de passageiros distribuiu-se equitativamente entre o tráfego doméstico (47,4% do total) e o tráfego internacional (52,6%).

Funchal: Aldeia de Natal abre a 9 de dezembro com regresso do comboio e prolongamento do horário de funcionamento

Outro aspeto destacado por Cristina Pedra foi a renovação do design e imagem da Aldeia de Natal e que inclui uma árvore de Natal de nove metros, bem como diversos pinheiros naturais, que  quando acabar o evento voltarão ao Parque Ecológico do Funchal.

Madeira: Aprovado relatório da Comissão de Inquérito à linha de crédito INVEST-RAM

O relatório mereceu os votos favoráveis PSD e do CDS-PP, os votos contra do PS, partido proponente do inquérito, e a abstenção do PCP.
Comentários