Madeira reitera junto do Governo disponibilidade para construir novas esquadras da PSP

O presidente do Governo da Madeira disse que já tinha manifestado vontade em executar obras em várias esquadras e depois ser compensado pelo Estado.

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, disse que ia enviar, esta semana, uma carta ao ministro da Administração Interna manifestando a disponibilidade da Região, que “já foi manifestada pessoalmente, do Governo Regional em colaborar na construção e na adaptação nas novas esquadras da Madeira”.

O governante falava numa cerimónia de entrega de equipamentos informáticos ao Comando Regional da Madeira da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Miguel Albuquerque, que lidera o executivo regional de coligação PSD/CDS-PP, referiu que já havia manifestado ao ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, a disponibilidade do executivo insular para executar as obras das esquadras do Porto Santo, Calheta e Santa Cruz e depois ser compensado pelo Estado.

“O principal problema que nós temos neste momento prende-se com as deficientes condições de algumas das esquadras existentes. Algumas delas são anacrónicas”, afirmou.

Reconhecendo que as condições dos agentes da PSP na Madeira “não são as melhores”, Miguel Albuquerque apontou a necessidade de melhorar as condições de trabalho de forma a ter um comando “eficaz e competente”.

Na cerimónia da passada terça-feira, o governante recordou que a entrega do material informático à polícia faz parte de um protocolo firmado entre a PSP e o Governo Regional da Madeira em 2006 e posteriormente renovado em 2019.

O acordo define que 30% das receitas provenientes das multas por contraordenações ao Código da Estrada, cobradas no arquipélago, devem servir para financiar as despesas de investimento em viaturas e outro equipamento necessário à operação da PSP.

Recomendadas

PremiumSofar Sound chega à Madeira com concertos em lugares inesperados

No meio da natureza, na praia ou nalgum edifício icónico, são alguns exemplos de “lugares incríveis” onde estes espetáculos, que duram duas horas, podem ter lugar.

PremiumChoux: a pastelaria que junta bolos franceses aos sabores regionais

A pasteleira Joana Gonçalves meteu ‘mãos à obra’ na altura da pandemia. As encomendas são uma parte importante do negócio, sendo que representam cerca de 50% do faturamento da empresa. É possível mandar fazer bolos de aniversário, sobremesas e cestos de piquenique.

Madeira: Comercialização de banana aumentou 12,6% em 2022

O aumento registado em 2022 foi transversal a todas as categorias de banana. Comparativamente ao ano anterior, a banana de categoria extra cresceu 14,3%, a de primeira categoria, 8%, e a de segunda, 2,1%.
Comentários