Madeira sob aviso amarelo para chuva forte na segunda-feira

O alerta é válido apenas para a ilha da Madeira – costa sul, costa norte e regiões montanhosas, informou este domingo, 24 de abril, o Serviço Regional de Proteção Civil, com base em indicações do IPMA.

A Madeira vai estar sob aviso amarelo para chuva forte entre as 00h00 e as 06h00 de segunda-feira, informou este domingo, 24 de abril, o Serviço Regional de Proteção Civil, com base em indicações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O alerta é válido apenas para a ilha da Madeira – costa sul, costa norte e regiões montanhosas –, ao passo que o Porto Santo se mantém sem avisos.

O aviso amarelo (o menos grave de uma escala de três) é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA lançou também um aviso de má visibilidade no mar para todo o arquipélago da Madeira até às 06h00 de segunda-feira, situação que motivou a Capitania do Porto do Funchal a emitir um comunicado, no qual solicita aos proprietários e armadores das embarcações que adotem precauções por forma a garantirem a segurança das mesmas.

Recomendadas

Madeira: Festival na Ponta do Sol recebe Tiago Bettencourt este sábado

Com atuação marcada para as 23h00 este sábado, dia 28 de maio, o cantor e compositor português e vocalista da antiga banda Toranja, Tiago Bettencourt, tem como temas mais conhecidos a rendição de ‘Canção do Engate, original de António Variações, e ‘Morena’. O seu mais recente álbum, ‘Rumo ao Eclipse’, foi lançado em 2020.

OE2022: Deputados do PSD-Madeira contrariam partido e abstêm-se de voto

Os deputados do PSD/Madeira justificaram hoje a sua abstenção na votação do Orçamento de Estado de 2022, aprovado hoje pela maioria parlamentar, por esperarem “boas concretizações” dos assuntos pendentes com a República e um melhor relacionamento institucional.

Governo dos Açores rejeita novas medidas para controlar pandemia de covid-19

 “Perante a inexistência de óbitos, perante a redução de casos em termos de internamentos em cuidados intensivos, não se afigura necessário tomar outras medidas. Se for necessário, tomaremos. Nesta fase, não”, afirmou.
Comentários