Madeira sobe níveis de precipitação em 2016

A estação do Funchal registou um nível de precipitação de 647,1 mm, em 2016, e a do Porto Santo de 498,4 mm.

A Madeira registou maiores níveis de precipitação em 2016. A estação do Funchal teve um nível de 647,1 mm, quando em 2015 chegou aos 299,5 mm. No Porto Santo atingiu-se 498,4 mm de chuva o que contrasta com os 306,3 mm de 2015.

A Direcção Regional de Estatística (DREM) diz que em 2016 o município do Funchal esteve sem precipitação durante 309 dias enquanto o Porto Santo esteve 291 dias sem registar chuva.

O mês mais chuvoso de acordo com os registos da estação meteorológica do Funchal foi novembro (163,1 mm). Na estação do porto santo foi em outubro que se registou o valor mais elevado (152,2 mm) de precipitação.

Em julho e agosto, no Funchal e no Porto Santo, foram os períodos em que se registou menos chuva com valor nulo e de 0,6 mm.

No Funchal e no Porto Santo o mês de agosto foi o mais quente, em 2016, onde se chegou a uma temperatura média de 24.7ºC e de 23,5ºC. O mês mais frio foi março, tanto na estação do Funchal e do Porto Santo, com temperaturas médias de 17.1ºC e 16.3ºC.

Recomendadas

Savoy Palace considerado hotel mais luxuoso de Portugal nos ‘Óscares do Turismo’ pelo segundo ano consecutivo

O hotel conta com assinatura da designer Nini Andrade da Silva, combinando estilos arrojados, modernos e históricos. O Savoy Palace fica a uma curta caminhada do centro histórico do Funchal e abriga o Laurea Spa, com 3.200 m2 e inspirado na Floresta Laurissilva da Madeira, Património Natural da UNESCO.

Madeira: Novos contratos de arrendamento diminuíram enquanto valor por metro quadrado cresceu

Entre as 25 regiões NUTS III, a RAM posicionou-se como a quarta região com o valor mediano das rendas mais elevado, atrás da Área Metropolitana de Lisboa, do Algarve e da Área Metropolitana do Porto.

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.
Comentários