Madeira: transporte terrestre com aumento de 52% nos passageiros

Foram transportados 5,8 milhões de passageiros, no primeiro trimestre, 3,6 milhões em carreiras urbanas e 2,2 milhões em interurbanas.

O transporte terrestre na Madeira foi responsável pelo transporte de 5,8 milhões de passageiros, com as carreiras urbanas a transportaram 3,6 milhões e as interurbanas 2,2 milhões, no primeiro trimestre. Trata-se de uma subida de 52,7% face ao ano anterior, mais 53% nas carreiras urbanas e 52,3% nos interurbanos, de acordo com a Direção Regional de Estatística (DREM).

Foram vendidos 163 mil bilhetes, no primeiro trimestre, mais 1.235% quando comparado com o ano passado, e menos 1,7% face a 2020.

As receitas chegaram aos 1,8 milhões de euros, mais 2.540,2%, uma quebra de 9% comparado com o primeiro trimestre de 2020.

“Este crescimento exponencial, quer no número de bilhetes vendidos, assim como no volume de receitas, deveu-se sobretudo ao facto dos dois teleféricos do Funchal terem fechado para obras de manutenção de fevereiro a março de 2021”, refere a DREM.

Recomendadas

Companhia aérea espanhola Binter inaugura três novas rotas a partir da Madeira

A companhia aérea espanhola Binter inaugura este fim de semana um programa especial de verão na Madeira, realizando duas novas ligações diretas às Canárias e uma a Marrocos

Funchal: Coligação Confiança lamenta chumbo da proposta para estender manuais escolares gratuitos ao secundário

O Vereador Miguel Silva Gouveia destaca que com esta reprovação da proposta da Confiança, os estudantes do ensino secundário do Funchal não terão acesso a manuais escolares gratuitos no próximo ano letivo 2022/2023, nem sabem quando é que esse direito, que já é uma realidade a nível nacional, se cumprirá na Madeira.

Deco diz que a crise é uma realidade e os consumidores enfrentam cada vez mais dificuldades

A atuação da Deco passa pela análise da situação específica do consumidor com dificuldades financeiras ou endividado e pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações.
Comentários