Madeira vai proibir circulação de profissionais entre lares e encerrar centros de dia

A medida vai entrar em vigor a partir de sexta-feira.

O presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, disse que será proibida a circulação de profissionais entre lares e que serão também encerrados os centros de dia. Medida vai entrar em vigor a partir de sexta-feira.

O governante sublinhou que a região não vai tomar riscos no que diz respeito ao controlo da pandemia.

Contudo, Albuquerque disse que serão mantidas as visitas com todas as precauções, e reforçou que a população mais idosa é a mais vulnerável no que diz respeito ao risco de contágio por covid-19. A Madeira na passada terça-feira tinha confirmado “um caso internado de uma doente proveniente de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, do sector privado”.

O governante referiu que a pandemia do coronavírus “não acabou”, e afirmou que a região continua com o controlo das cadeias de transmissão de vírus do covid-19.

A Madeira tem 315 casos ativos de coronavírus, 67 importados e 248 de transmissão local.

Recomendadas

Médicos internos preenchem totalidade das 39 vagas disponibilizadas à Madeira

Este processo, que decorre em simultâneo a nível nacional, é acompanhado na Região Autónoma da Madeira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), entidade responsável pelo Internato Médico na Região.

Funchal: Prorrogado prazo de reabilitação da ETAR

Foi aprovada a participação da Câmara num instituto sem fins lucrativos, o Instituto para o Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDEA).

Madeira aprova 74 contratos-programa de desenvolvimento desportivo no valor de quatro milhões de euros

Foi autorizada ainda a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Associação Santana Cidade Solidária, de 21,4 mil euros, relativo ao financiamento das respostas sociais loja social e atendimento e acompanhamento social.
Comentários