Mafalda de Avelar é a nova subdiretora da Lusa

Mafalda de Avelar será a nova subdiretora de informação da Agência Lusa, na equipa liderada por Pedro Camacho. Nomeação está a ser contestada pelo conselho de redação, que deu parecer negativo.

A jornalista Mafalda de Avelar é a nova subdiretora de informação da Agência Lusa, segundo fontes da empresa. Mas a nomeação está a ser contestada pelo conselho de redação da agência noticiosa, que entende que a jornalista não tem experiência suficiente para desempenhar funções de direção.

Segundo o currículo que consta de várias páginas de Internet, Mafalda de Avelar é licenciada em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e tem um mestrado em Relações Internacionais pela John Hopkins University (EUA). Jornalista desde 1999, passou pelas redações de jornais como o “Folha de São Paulo”, “Gazeta Mercantil” e “Diário Económico”. Neste último, era responsável pela cobertura de temas de cultura. Passou também pela SIC Notícias e pelo programa Sucesso.pt.

O conselho de redação deu parecer negativo à nomeação de Mafalda de Avelar, segundo um comunicado hoje enviado pelo conselho aos trabalhadores da agência noticiosa, a que o Jornal Económico teve acesso.

O diretor de informação, Pedro Camacho, defendeu perante o conselho de redação que “Mafalda de Avelar tem o perfil indicado para o atual momento da Agência e que a empresa precisa de alguém com as características da jornalista: experiência na área da economia, experiência na área internacional e experiência na negociação de programas comunitários”. Mas o conselho de redação concluiu que, “atendendo ao currículo da jornalista e ao lugar que vai ocupar, entendeu dar parecer negativo, por unanimidade”, considerando que Mafalda de Avelar não tem “experiência de chefia e de redação”. O parecer do conselho não é vinculativo, porém.

Recomendadas

EUA incluem Irão, grupo Wagner e talibãs na lista negra de liberdade religiosa

O Governo dos Estados Unidos anunciou hoje a sua ‘lista negra’ de países e organizações que atentam contra a liberdade religiosa, nela incluindo Cuba, China, Irão, Rússia, o grupo Wagner e os talibãs, entre outros.

Crise/Energia: Desconto no ISP reduz-se em dezembro com queda dos preços dos combustíveis

O Ministério das Finanças anunciou hoje que em dezembro há uma redução do desconto do ISP em 3,9 cêntimos por litro de gasóleo e em 2,4 cêntimos por litro de gasolina, tendo em conta a queda dos preços.

PremiumEmpresários pedem “velocidade” nos dossiers da economia e turismo

Confederações de empresários da indústria e de turismo agradecem aos secretários de Estado demissionários e esperam que os novos continuem o trabalho já realizado, concretizando planos anunciados.
Comentários