Maior aumento desde 1991. Preços das casas em Portugal subiram 18,7% em 2022

Em 1991 o valor dos preços da habitação subiu 18,8%, sendo que as percentagens mais próximas tinham sido registadas nos dois anos anteriores à pandemia, com 15%.

Os preços das casas para venda subiram 18,7% em Portugal no ano passado, naquele que foi o maior aumento registado desde 1991, quando o valor se fixou nos 18.8%, segundo os dados revelados pelo Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário esta segunda-feira, 23 de janeiro.

De resto, as percentagens mais próximas da subida dos preços da habitação tinham sido registadas nos dois anos anteriores à pandemia, com 15%. Ou seja, o último ano acabou por refletir uma continuidade neste aumento que vem acontecendo desde 2017, ano em que a valorização de 12,8% mais que duplicou a de 5,6% registada em 2016.

Por sua vez, em 2018 e 2019 observaram-se valorizações homólogas em dezembro de 15,4% e 15,8%, respetivamente. Valores que verificaram uma desaceleração em 2020, quando os preços de venda das casas terminaram o ano com um crescimento de 4,8%, provocado pela pandemia.

No entanto, em 2021 voltou a sentir-se uma tendência de subida dos preços da habitação, registando-se uma valorização homóloga de 12,2%, que teve a sua continuidade no último ano.

2022 marcado por altos e baixos

Os preços de venda da habitação em Portugal viveram um período de altos e baixos em 2022. Se até ao mês de julho foi verificado um aumento constante dos valores com sucessivas subidas mensais médias de quase 2,0%, a segunda metade registou uma perda de intensidade, nas variações mensais, que por duas vezes ficaram abaixo de 1,0%, sendo que em setembro atingiram uma variação mensal negativa de 0,5.

Ou seja, apesar de ter chegado aos 18,7%, a variação homóloga registada em dezembro apresentou uma descida face ao verificado na segunda metade de 2022, quando atingiu o valor histórico em agosto de 21,1%, sendo o mais baixo desde julho.

Uma tendência de descida que se verificou também nas variações trimestrais, dado que a cada trimestre, passando de 5,5% no primeiro trimestre de 2022, para 5,0% no segundo trimestre, 3,7% no terceiro trimestre e, finalmente, 3,2% no último trimestre do ano.

Recomendadas

Comprar um apartamento de 90m2 em Lisboa custava mais do dobro da média nacional em 2022

Na capital portuguesa o preço era de 375.480 euros, enquanto na média nacional o valor é de e 152.159 euros. Em Lisboa, a taxa de esforço aumentou dos 48% em 2019, para o 67% no último ano.

VIC Properties desiste da venda do Prata Riverside Village e Herdade da Matinha

Já a Herdade do Pinheirinho que surge também englobado no ‘Project Rise’ continua em processo de venda, mas este projeto deverá, em breve também ser retirado desse processo.

Preço médio das casas com subida homóloga de 13,5% no terceiro trimestre de 2022 (com áudio)

No período em análise o valor fixou-se nos 1.492 euros\m2, registando-se uma desaceleração em comparação com os 17,8% do trimestre anterior.
Comentários