PremiumMaior negócio imobiliário do ano em Portugal atrai 20 propostas (com áudio)

As propostas não vinculativas para a compra dos ativos que a VIC Properties pôs à venda foram entregues na passada sexta-feira. Entre as mais de 20 propostas entregues está a da Vanguard Properties para a Herdade do Pinheirinho.

A Alantra recebeu na passada sexta-feira mais de 20 propostas não vinculativas (denominadas non-binding offers) para a compra dos ativos que a VIC Properties pôs à venda, apurou o Jornal Económico (JE). Entre elas está a proposta da Vanguard Properties para a compra da Herdade do Pinheirinho.

De resto, o JE sabe que muitas das propostas admitem a continuidade da atual equipa de gestão da VIC Properties liderada por João Cabaça (CEO) e Luís Gamboa (Chief Operating Officer). O que é explicado pelo facto de estes responsáveis terem conhecimento dos projectos que estão à venda, o que pode ser uma mais-valia para o comprador. Nomeadamente no Prata Riverside Village, que já está em andamento, com lotes construídos e vendas em curso.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Exclusivo: Bónus milionário da CEO da TAP não é válido

O contrato assinado entre a TAP e a gestora francesa Christine Ourmières-Widener prevê um bónus que pode chegar a três milhões de euros no prazo de cinco anos, revela o documento, a que o Jornal Económico teve acesso. No entanto, o contrato não será válido, uma vez que uma das suas cláusulas prevêem que teria de ser aprovado pela Assembleia Geral da TAP SGPS, algo que nunca chegou a acontecer.

Pampilhosa da Serra assina novo contrato para assegurar transporte de passageiros

O município da Pampilhosa da Serra, no interior do distrito de Coimbra, vai pagar mensalmente mais de 15 mil euros a uma empresa para assegurar o serviço de transporte público de passageiros nas linhas que funcionam atualmente.

Martifer com contrato de 68 milhões para fazer viadutos ferroviários em Birmingham

“O fabrico da estrutura metálica será realizado maioritariamente no pólo industrial do grupo Martifer, em Oliveira de Frades, permitindo reforçar a vertente exportadora do grupo Martifer, que atualmente representa mais de 85 % do volume de negócios do segmento de estrutura metálica em Portugal”, refere a empresa.
Comentários