Mais de 14 milhões de jogadores mensais do Valorant podem “passear” dia 23 de junho por ruas portuguesas

A Valorant lança mapa inspirado na cultura portuguesa, com direito a fado e elétricos e a sete murais de arte urbana na cidade de Lisboa. O mapa Pearl vai permitir que os mais de 14 milhões de jogadores mensais do Valorant se “passeiem” amanhã entre edifícios de arquitetura inspirada em cidades do nosso país.

Disponível para os jogadores europeus no dia 23 de junho, o mapa Pearl vai permitir que os mais de 14 milhões de jogadores mensais do Valorant se “passeiem” por ruas tipicamente portuguesas, vagueando entre edifícios de arquitetura inspirada em cidades do nosso país.

No Pearl, não vão faltar apontamentos em azulejos, sinalizações escritas em português, os famosos elétricos e até as decorações tradicionais dos arraiais.

Os jogadores não só vão ler inscrições em português, como vão também ouvir áudios na língua de Camões. O lançamento do Pearl integra ainda o desenvolvimento de um fado, chamado “Casa de Vidro”, contando com a interpretação de Beatriz Silva.

O lançamento do Pearl está a ser feito globalmente a partir de Lisboa, sendo alicerçado em atividades culturais, nomeadamente no desenvolvimento de sete murais (de grande dimensão) de arte urbana, que vão passar a decorar a cidade de Lisboa e contam com o apoio da autarquia. Para tal, foram convidados sete artistas, nomeadamente Kruella d’Enfer, AkaCorleone, Marcelo Lamarca, LS, Jorge Charrua, Marita e Basílio. Juntos vão criar um novo roteiro de arte urbana nas ruas de Lisboa, assim como no jogo, já que dois dos murais estarão representados digitalmente, dando a conhecer o talento português ao mundo.

Com este lançamento e o desenvolvimento dos murais, o Valorant pretende acrescentar valor ao movimento de arte urbana já existente em Lisboa, contribuindo positivamente para a criação de uma nova rota na cidade. Além disso, o jogo pretende estabelecer pontes, que nem sempre são evidentes, entre a promoção de ações culturais e o gaming, quebrando assim barreiras e alguns mitos que muitas vezes são associados às comunidades de utilizadores de jogos online, procurando contribuir ainda para a promoção do território além fronteiras.

O novo mapa apresenta-se num ambiente subaquático futurista, na sequência das alterações climáticas, enaltecendo uma cidade “debaixo das ondas”. A título de exemplo, o mural de Kruella d’Enfer irá apresentar precisamente elementos aquáticos, com o intuito de fazer esta ponte com o jogo.

A estação de Metro do Cais do Sodré tem neste momento patente uma instalação que dá a conhecer o mapa, assim como alguns elementos distintivos do jogo.

Assista ao trailer Aqui

 

Recomendadas

Caleidoscópio Varda de novo em Serralves

A mulher que se fez fotógrafa, cineasta e artista plástica “aterra” em Serralves, no Porto, 13 anos depois, com a exposição “Luz e Sombra” e uma retrospetiva que reúne duas dezenas de filmes.

Livro: “Afropeu. A diáspora negra na Europa”

Da Amadora a Estocolmo, o inglês Johny Pitts, oferece ao leitor uma espécie de mapa alternativo com locais do Velho Continente onde os europeus de ascendência africana se constroem novas identidades e idiossincrasias.

Cenas do novo Velocidade Furiosa filmadas em Lamego e Castro Daire na próxima semana

O novo filme da saga vai iniciar gravações no norte do país e o concelho destaca a “oportunidade única” de colocar o concelho no palco do cinema mundial.
Comentários