Mais de 200 corpos encontrados em cave de Mariupol

Informação foi avançada por Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.

Mais de 200 corpos foram descobertos nos escombros de um edifício de apartamentos na cidade portuária ucraniana de Mariupol, segundo Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.

De acordo com o “The Guardian”, que cita a mesma fonte, os trabalhadores encontraram os corpos enquanto escavavam por baixo do edifício desmoronado.

“Durante o desmantelamento dos bloqueios de um edifício alto perto da estação de serviço suburbana, cerca de 200 corpos foram encontrados mortos na cave debaixo dos bloqueios com um elevado grau de decomposição. Devido à recusa dos habitantes locais em recolher e embalar os corpos dos mortos, o ministério russo das emergências abandonou o local de trabalho”, escreveu Andryushchenko no Telegram.

Anton Gerashchenk, conselheiro do Ministério dos Assuntos Internos da Ucrânia, disse que as forças russas tinham tentado forçar os habitantes a retirar os corpos. Contudo, dado que recusaram fazê-lo, o local da sepultura foi simplesmente abandonado.

O “The Guardian” ressalva que não conseguiu verificar a informação de forma independente.

Recomendadas

Lukashenko: “Principal perigo na Ucrânia é que nazismo se transforme em fascismo”

O presidente da Bielorrússia prevê que o “fascismo” tenha que ser “combatido na Alemanha, França, Inglaterra, Espanha”.

Biden dá primeiro passo para Congresso avaliar ampliação da NATO

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, começou hoje o processo para que o Congresso americano avalie a adesão à NATO da Finlândia e da Suécia.

Lukashenko acusa Kiev de disparar mísseis contra a Bielorrússia

O presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, afirmou hoje que o seu exército intercetou mísseis disparados da Ucrânia que se dirigiam contra a Bielorrússia.
Comentários