Mais de 200 mil pessoas já receberam segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19

O processo de administração da segunda dose de reforço, que se iniciou a 16 de maio, abrange pessoas com 80 ou mais anos e, ainda, todas os residentes em ERPI.

Mais de 200 mil pessoas acima dos 80 anos, bem como residentes de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI), já receberam a segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19, indica a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com os dados registados, até ao final do dia de ontem, 3 de junho, já tinham sido vacinadas 205.521 pessoas, tendo sido já visitadas todas as ERPI elegíveis.

O processo de administração da segunda dose de reforço, que se iniciou a 16 de maio, abrange pessoas com 80 ou mais anos e, ainda, todas os residentes em ERPI.

Os cidadãos com 80 ou mais anos têm estado a ser convocados por agendamento local, através de mensagem (SMS) ou chamada telefónica, como já aconteceu noutras fases da vacinação contra a Covid-19, estando a ser vacinados nos centros de vacinação ou nos centros de saúde.

Estão simultaneamente a ser convocados todos aqueles que ainda não fizeram a primeira dose de reforço e se encontram elegíveis.

A população elegível para esta segunda dose deve ser vacinada com um intervalo mínimo de quatro meses após a última dose ou após um diagnóstico de infeção por SARS-CoV-2, ou seja, este reforço abrange também as pessoas que recuperaram da infeção.

A administração da segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19 insere-se na estratégia de melhoria da proteção da população mais vulnerável, refere a DGS.

Recomendadas

Afinal, que soluções existem para as empresas?

O Banco Português de Fomento lançou no início do ano os dois primeiros programas para apoiar a solvabilidade do tecido empresarial português. A banca está focada em aconselhar e montar as operações.

Casas mais “verdes” e ajustadas ao bolso português

Especialistas do sector imobiliário defendem uma recuperação do parque habitacional que está envelhecido e que por isso consome demasiada energia e pedem uma maior facilidade nos licenciamentos para a aprovação de projetos.

Candidaturas selecionadas para o Consolidar conhecidas em julho

Os programas Recapitalização Estratégica e Consolidar têm gerado grande interesse, diz a presidente da comissão executiva do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários