Mais de 96 mil terminais já aceitam pagamentos por Apple Pay

Para que o pagamento seja efetuado nestes terminais, basta ter a Apple Pay ativa no equipamento da marca da maçã, e então aproximá-lo do terminal de pagamento da Redunicre que disponibilize a funcionalidade. 

REUTERS/Issei Kato

A Apple Pay chegou a Portugal no passado dia 26 de junho, e mais de 96 mil terminais já aceitam pagamentos por este método. Considerada a maior rede de aceitação de pagamentos em cartão em Portugal, a Redunicre aceita agora pagamentos através de iPhone ou Apple Watch nos terminais contactless. 

Para que o pagamento seja efetuado nestes terminais, basta ter a Apple Pay ativa no equipamento da marca da maçã, e então aproximá-lo do terminal de pagamento da Redunicre que disponibilize a funcionalidade.

Frederico Gomes, responsável pela área de negócio da empresa, confirmou que o potencial de crescimento destas soluções de pagamento, complementadas com novas funcionalidades, estão a surgir no mercado, sublinhando que a Unicre está atenta aos novos paradigmas de pagamentos.

Durante o último ano, a Redunicre registou um crescimento superior a 100%, correspondendo a mais de 35 milhões de pagamentos em Portugal. Para o presente ano, estimam que a taxa de crescimento seja igualmente positiva.

O serviço de pagamentos móveis Apple Pay chegou a Portugal pelo Crédito Agrícola, N26, Mastercard, Monese, Revolut e Visa.

Recomendadas

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.

Receitas das estações de serviço na Ibéria cresceram 29% em 2021 devido à subida dos preços

De acordo com a análise que a Informa D&B realizou a este setor, em 2021 o mercado ibérico registou um aumento significativo de 10,6% face a 2020 no volume das vendas de gasolina e gasóleo, que corresponde a 38,30 milhões de toneladas de combustível.

Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.
Comentários