Mais de metade dos líderes empresariais dizem que os ciberataques aumentaram face a 2021

Mais de um terço (36%) admite mesmo ser provável uma violação com impacto na própria empresa já este ano, segundo revela de uma pesquisa sobre cibersegurança feita pela empresa Mazars.

Fique atento a quaisquer sinais que possam indicar uma violação de segurança

A cibersegurança é hoje uma das grandes preocupações dos líderes empresariais de todo o mundo, numa altura em que mais de metade (54%) dos líderes C-suite consideram que os ciberataques aumentaram face a 2021. Os dados são de uma pesquisa da Mazars, empresa internacional de auditoria, fiscalidade e consultoria feita a mil executivos a nível mundial.

No seu relatório “Cibersegurança: a sua rede é suficientemente robusta?”, a companhia destaca que mais de um terço (36%) dos líderes à escala global diz ser provável um ataque significativo à sua empresa já este ano.

A tendência é visível maioritariamente nos EUA e na Europa, onde mais de 60% dos gestores antecipam o crescimento dos perigos para as suas marcas, destaca-se no documento.

Ainda assim, a confiança é elevada, com 68% dos líderes empresariais a crer que os dados da sua empresa estão inteiramente protegidos. Uma tendência que é mais visível nos EUA, onde a confiança chega a 80% dos empresários que responderam às perguntas.

Apesar disto, Robert, Kastenschmidt, Partner e Head of Consulting na Mazars, lembra que “todos os dias surgem novos hacks, novas fugas de dados, novos constrangimentos – e novos custos, tanto financeiros como comerciais”, de tal forma que “nenhum sistema é infalível.”

Recomendadas

Grupo da transportadora aérea Sevenair aumenta receitas devido aos cursos de piloto

A Sevenair Academy viu o EBITDA fixar-se ligeiramente acima dos 2 milhões de euros no ano passado.

Sérgio Figueiredo contratado para consultor de Fernando Medina

O contrato estende-se por dois anos e Sérgio Figueiredo deverá receber um ordenado equiparado ao de um ministro.

SINTAC reúne com DGERT e ANA/VINCI para discutir serviços mínimos a assegurar agosto

Em causa estão ainda outras medidas defendidas pelo sindicato, desde o aumento de salários, para fazer face à inflação, até ao reforço dos recursos humanos.
Comentários