Mais de metade dos portugueses contra fim do uso de máscaras

Segundo uma sondagem Aximage, realizada entre 19 e 24 de maio para o DN, JN e TSF, a decisão de pôr fim às máscaras, com exceção dos serviços de saúde e transportes públicos, não agradou a 55% dos inquiridos.

O Governo deixou cair a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 nos espaços fechados em abril. Mas mais de metade dos portugueses mostra-se contra esta decisão.

Segundo uma sondagem Aximage, realizada entre 19 e 24 de maio para o DN, JN e TSF, a decisão de pôr fim às máscaras, com exceção dos serviços de saúde e transportes públicos, não agradou a 55% dos inquiridos. Outros 37% concordam com a decisão do Executivo e 8% não manifestaram opinião.

A maioria dos críticos é da região Norte, mas na Área Metropolitana do Porto há mais pessoas a concordar do que a discordar do alívio das máscaras, revela a sondagem. Por grupos etários, são os mais velhos quem mais discorda com o fim da obrigatoriedade do uso de máscara. Já 49% dos inquiridos entre os 18 e os 34 anos concordam com a decisão.

Recomendadas

Covid-19: Mais de 400 mil idosos receberam segunda dose de reforço

“De acordo com os dados registados até ao final do dia de ontem [terça-feira], já tinham sido vacinadas cerca de 407 mil pessoas, tendo sido já visitadas todas as Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) elegíveis”, adiantou a DGS em comunicado.

Covid-19. Média de infeções baixa para os 10.080 casos diários

A média de infeções voltou a diminuir para os 10.080 casos diários em Portugal, mas o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus que provoca a covid-19 subiu ligeiramente de 0,86 para 0,92, anunciou esta quarta-feira o INSA.

Madeira teve 14.730 casos de Covid-19 e 55 mortes em junho

Desde o início da pandemia, a região confirma até ao final do mês de junho 132.614 casos por Covid-19 e 340 óbitos (que correspondem a 0,3% do total de casos confirmados). Os recuperados ascenderam a 130.184. Foram realizados 2792.255 testes à Covid-19.
Comentários