Mais de três mil investidores subscreveram as obrigações da Sporting SAD

A SAD do Sporting colocou 40 milhões de obrigações em 3.336 investidores e 56,4% investiram entre os dois mil e os cinco mil euros. A procura foi de mais de 53 milhões e excedeu a oferta, dando lugar a rateio.

Subscreveram a Oferta Pública de Obrigações “Sporting SAD 2021-2024” mais de 3.000 investidores particulares, num montante total angariado de 40 milhões de euros. Os resultados foram hoje apresentados na Euronext Lisboa.

Ao todo as oito milhões de obrigações foram subscritas por 3.336 investidores e 56,4% investiram entre os dois mil e os cinco mil euros, ou seja 1.882 investidores. Uma percentagem de 21,1% foram investidores que subscreveram entre 5.005 euros a 10 mil euros. Depois, 20,1% subscreveram valores entre 10.005 euros a 50 mil euros. Acima dos 50 mil euros foram apenas 2,4% dos investidores.

A procura excedeu a oferta e somou 53 milhões de euros o que deu lugar a. rateio ( fator de rateio 0,119101651457).

A emissão tinha um valor unitário de cinco euros e o mínimo de subscrição era de dois mil euros. A maturidade dos títulos é de cerca de 3 anos (25 de novembro de 2024) e o juro do cupão é de 5,25%.

Os bancos colocadores da emissão foram os ActivoBank, Banco Best, Banco Carregosa, Banco Montepio, CaixaBI, CCCAM, CGD, EuroBic, Haitong Bank e o Millennium bcp.

A data de liquidação da OPS é a 10 de dezembro, sendo o banco liquidador o Haitong Bank. A data de admissão das obrigações é no mesmo dia 10 de dezembro.

A finalidade desta emissão é “a diversificação e otimização das fontes de financiamento; o reembolso de financiamento intercalar no montante de 26,7 milhões de euros utilizado para reembolso das obrigações Sporting SAD 2018-2021 no dia 26 de novembro de 2021; e o remanescente é para  desenvolvimento da atividade corrente”.

Os acionistas da Sporting SAD são, com 63,8%, o Sporting Clube de Portugal; em 29,9% a Holdimo; em 3,2% a Olivedesportos e o resto é freefloat.

Relacionadas

Milhões da Champions, empréstimo obrigacionista e compra de dívida: que impacto nas contas do Sporting? Veja o “Jogo Económico”

O Sporting é, neste momento, o clube português que mais lucrou na Liga dos Campeões: 45,01 milhões de euros dos 130,9 milhões ganhos por clubes portugueses nesta Liga. Que impacto pode ter o empréstimo obrigacionista e a compra da dívida nas contas da SAD. Tudo para ver na edição desta semana do “Jogo Económico”.

Sporting aumenta a emissão de obrigações de 30 para 40 milhões de euros

O clube liderado por Frederico Varandas decidiu aumentar a emissão das “Obrigações Sporting SAD 2021-2024” para até 40 milhões de euros. Uma vez que aumentou o número de obrigações na oferta que decorre até 6 de dezembro de seis milhões para oito milhões, ao valor nominal de cinco euros.
Recomendadas

Sergio Pérez vence GP de Singapura de Fórmula 1

O piloto mexicano, da Red Bull, adiou a conquista do título por parte do companheiro de equipa, Max Verstappen, que foi sétimo.

Miguel Oliveira vence GP da Tailândia

O piloto português, da KTM, venceu este domingo o Grande Prémio da Tailândia de MotoGP, 17.ª de 20 provas da temporada. O francês Fabio Quartararo, da Yamaha, mantém a liderança do campeonato.

Grupo de direitos das mulheres apela à FIFA que exclua Irão do Campeonato do Mundo

“Por que a FIFA daria ao Estado iraniano e aos seus representantes um palco global, enquanto não apenas se recusa a respeitar os direitos humanos e dignidades básicos, mas atualmente está a torturar e matar o seu próprio povo?”, questionam na carta enviada ao representante do organismo.
Comentários