PremiumManpowerGroup quer consolidar posição em Portugal

Rui Teixeira, o novo Chief Operations Officer do grupo em Portugal, aposta no desenvolvimento da atividade em todas as áreas de negócio, o que requer capacidade de inovação e equipas comprometidas.

“A ManpowerGroup quer consolidar a sua posição como um dos grandes grupos do setor em Portugal”. Quem o diz ao Jornal Económico é Rui Teixeira, o novo Chief Operations Officer (COO), na sua primeira entrevista nesta função. O responsável pela operação e resultados das diferentes marcas da ManpowerGroup em Portugal revela que, no último ano, a faturação cresceu 13% e, no conjunto dos últimos cino anos, o crescimento foi de 36%. Para este desempenho contribuíram, embora em ritmos diferentes, as três áreas de negócio: trabalho temporário, através da marca Manpower, outsourcing, onde opera com a ManpowerGroup Solutions, e recrutamento especializado com a Experis.

Manpower e ManpowerGroup Solutions são as duas marcas de maior projeção. Em conjunto representam para cima de 15 mil empregos gerados em cada ano. “No setor do trabalho temporário, temos observado ao longo deste ano um decréscimo na atividade global”, explica Rui Teixeira, adiantando que a Manpower “esteve todo o ano em contraciclo e, em finais de 2019, continua a crescer.”

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumRede 5G, um ano e quatro mil antenas depois

Portugal arrancou com a tecnologia de quinta geração a 26 de novembro. NOS, a primeira a lançar, revela que conta com 3.200 estações instaladas.

PremiumOptimize promove conferência que ensina a poupar e investir

Evento promove a literacia financeira, a poupança e o investimento e realiza-se em Lisboa a 3 de dezembro. O JE será media partner.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.
Comentários