Manuel Caldeira Cabral: “Comparações com a Grécia e Itália são patetas e mal-informadas”

Ex-governante realça o bom comportamento das exportações portuguesas, que crescem acima da média comunitária desde 2005, mantendo-se a tendência mesmo nos anos da troika.

Cristina Bernardo

O ex-ministro da Economia Manuel Caldeira Cabral disse nesta segunda-feira, durante a sua conferência sobre “Competitividade” que as comparações entre o desempenho da economia nacional e as de países como a Grécia e Itália  “são patetas e mal-informadas”.

Segundo o economista, convidado pela SEDES – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e Social, Portugal tem sinais de recuperação nos últimos 12 ou 13 anos, o que “já é um período relativamente longo”, verificando-se uma subida das exportações acima da média comunitária consistentes desde 2005 e que, como realçou, se manteve durante o período de ajustamento marcado pela tutela da troika.

Mesmo o abrandamento que se tem verificado este ano foi desvalorizado por Manuel Caldeira Cabral, na medida em que não se comparou com o conjunto dos países da União Europeia.

Recomendadas

Crise/Inflação: Casais podem receber 125 euros pelo IBAN do reembolso do IRS

O apoio de 125 euros é individual, mas os casais que entreguem o IRS em conjunto e só tenham o IBAN do reembolso deste imposto confirmado nas Finanças recebem o apoio nessa conta bancária, esclareceu hoje fonte oficial.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.

Premium“Dá-se quase uma medalha a quem consegue fugir aos impostos”, diz presidente da APIT

O presidente da APIT salienta que Portugal está a braços com a economia informal e que são precisas políticas de cidadania na área.
Comentários