Mapa Lisboa Lixo Zero, um roteiro com alternativas sustentáveis

Em busca de soluções para contornar o consumismo, a despesa e o desperdício associados à altura do Natal, a organização sem fins lucrativos Zero Waste Lab decidiu criar o Mapa Lisboa Lixo Zero, um roteiro com alternativas sustentáveis para as nossas necessidades e compras – lojas em segunda mão, cicloficinas, hortas, recursos de partilha, entre outros.

Para cristalizar o espírito de partilha do Natal, o Lisboa Lixo Zero pretende ser um mapa colaborativo e aberto ao contributo dos moradores da cidade. Lisboa tem agora um local onde pode identificar uma loja, um equipamento, um serviço ou qualquer infraestrutura disponível nos bairros da capital que reflita e promova a resiliência, a sustentabilidade e o bem-estar das suas comunidades. Qualquer cidadão pode participar no desenvolvimento do mapa, preenchendo o formulário de submissão disponível aqui.

São exemplos: compostores comunitários, hortas, lojas a granel e de segunda mão, mercearia com produção local, serviços e centros de reparação e mercados locais.

Este projeto ainda piloto, tem como grande objetivo a construção colaborativa de uma cultura local de gestão circular dos recursos, necessária para melhor educar as gerações futuras e sensibilizar os cidadãos para uma maior consciência e cuidado ambientais. Contando com uma rede de parcerias alargada, o projeto desenvolveu diversas atividades comunitárias para disseminar práticas Lixo Zero geradoras de poupança e sustentabilidade.

Este mapa foi um dos resultados desenvolvidos no âmbito do projeto MIC – Movimento de Impacto em Cadeia, financiado pelo programa BIPZIP da Câmara Municipal de Lisboa e tendo como promotor a Zero Waste Lab, em parceria com a associação 4Change, a Fundação Gonçalo Silveira, o Movimento de Expressão Fotográfica, a Zero Waste Youth e a Junta de Freguesia de São Vicente, foram desenvolvidas metodologias para o impacto de metas lixo zero na cidade.

Recomendadas

Real Fado e Museu da Água juntam-se para concertos de fado intimistas na Galeria Subterrânea do Loreto

A primeira sessão arranca hoje, no Dia Mundial da Música e no Dia Nacional da Água, e decorre todos os meses numa das cinco galerias do sistema Aqueduto das Águas Livres.

Festival Futurama arranca amanhã em Mértola

Ao longo de quatro fins de semana, o Baixo Alentejo abre-se ao público como um laboratório de experimentação e de apresentação de diálogos transdisciplinares, com mais de 40 artistas portugueses e espanhóis em espaços patrimoniais, culturais e naturais.

“Discover the Art of the Airport” no Aeroporto Internacional de Hamad

O Qatar tornou-se num dos primeiros países do Golfo a estabelecer um programa de arte pública contemporânea abrangente, liderado pelo Qatar Museums, com o objetivo de integrar a arte na vida quotidiana. O programa incluiu aproximadamente 70 obras de mais de 60 artistas do Qatar, do Médio Oriente e de todo o mundo.
Comentários