Este mapa mostra aquilo em que cada país do mundo é melhor

Os espanhóis são bons na tolerância à comunidade LGBT, os franceses são os melhores a beber whisky. E os portugueses? Conheça o mapa deste ano dos “International Number Ones”.

O website Information is Beautiful, fundado pelo infográfico David McCandless, divulgou um globo com as principais coisas em que cada país foi o melhor em 2016.

O antigo jornalista de dados do “The Guardian” e da “Wired” compilou uma série de informação de fontes como a CIA, a “Bloomberg” ou o “The New York Times” e construiu um mapa-múndi com os destaques na maior qualidade de diversos países.

Portugal também se encontra no International Number Ones: Because every country is the best at something (“Números Um Internacionais: Porque todos os países são os melhores nalguma coisa”). Após consultar as várias fontes de informação, David McCandless concluiu que a nossa melhor característica este ano foi a cortiça.

Os nuestros hermanos são os melhores a respeitar a comunidade LGBT, o movimento que luta pela igualdade sexual e de género, de acordo com a investigação. Já a Singapura tem as pessoas mais saudáveis e, em África, o Botswana destaca-se pelos diamantes e a ilha de Madagáscar pela baunilha.

As particularidades dos países deste globo não todas positivas. Segundo o trabalho no website de David McCandless, os países podem ser os melhores… a fazer o pior. Na Angola, por exemplo, o mapa dá enfoque à mortalidade infantil deste ano. Os Estados Unidos da América foram os maiores emissores de spam por email, as Honduras tiveram muitos assassinatos e Turquia ‘pontuou’ na censura na rede social Twitter.

 

imagem-1

 

Fonte: www.informationisbeautiful.net 

Recomendadas

Portugal com maior subida de carga fiscal na OCDE. “Não é uma liderança que nos orgulha”, afirma Marques Mendes

O comentador apontou o facto de que em 2010, a carga fiscal nacional correspondia a 30,4% do PIB e onze anos depois subiu para 35,8%. “Está claramente acima da média da OCDE que está neste momento nos 34,1%”, referiu.

Bruxelas com resposta adequada às “distorções” da lei da inflação nos EUA

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, prometeu este domingo uma resposta “adequada e bem calibrada” para mitigar as “distorções” da lei norte-americana para a redução da inflação.

Conferência “Poupar e Investir para um Futuro Melhor” a decorrer em Lisboa, com o apoio do Jornal Económico

A conferência é organizada pela Optimize Investment Partners, sociedade gestora portuguesa que disponibiliza uma gama de soluções de investimento para diversos perfis de risco e objetivos. Moderada por Nuno Vinha, subdiretor do Jornal Económico, consiste numa palestra de 30 minutos de cada um dos quatro oradores, um coffee break e uma mesa redonda com espaço para perguntas e respostas e interação com a plateia.
Comentários