PremiumMara prepara-se para lançar o seu primeiro álbum no início de 2023

A cantora já lançou três singles com videoclipe que compõem este álbum. O single ‘Severa’ marcou o início da sua carreira a solo. Seguiu-se ‘Coração de Pedra’, e, mais recentemente, ‘Fado Moço’.

A artista madeirense, natural do Porto Santo, Mara, está a preparar-se para lançar o seu primeiro álbum no início do próximo ano. Depois de muitos atrasos, que comprometeram o lançamento do seu álbum este ano, a artista diz que “já não pode esperar mais”.

“Estou habituada a que aconteçam sempre imprevistos e de certeza que vai acontecer algum imprevisto, mas tem mesmo de ser lançado nos primeiros dois ou três meses do ano. Portanto, será em janeiro, caso aconteça algum imprevisto será em fevereiro, e no máximo dos máximos em março, mas eu gostava mesmo que fosse no início do ano”, destaca.

Mara já lançou três singles com videoclipe que compõem este álbum. O single ‘Severa’, lançado em setembro do ano passado, marcou a estreia da sua carreira a solo. Seguiu-se ‘Coração de Pedra’, lançado em fevereiro, e, no mês passado lançou o seu mais recente single ‘Fado Moço’. Este último não é um fado, e fala da tradição, enquanto trata da liberdade dentro da tradição.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas
Capa_Livro_Zero_to_One_Weekend_960_600

Não há nenhuma razão para que o futuro só aconteça em Silicon Valley

Weekend: A equipa da Instinct deixa-lhe sugestões de entrevistas, livros, filmes, séries, podcasts e artigos que o vão ajudar a entender, refletir e inspirar sobre o futuro para inovar com impacto.

Projeto “Ponte nas ondas” integra Boas Práticas de Património Imaterial da UNESCO

O projeto luso-galaico “Ponte nas Ondas” foi hoje reconhecido pela UNESCO, em Rabat, Marrocos, passando a integrar o Registo de Boas Práticas de Salvaguarda de Património Cultural Imaterial daquela organização internacional, tornando-se na primeira candidatura portuguesa da lista.

“Odisseia Nacional” do D. Maria II, um teatro em périplo pelo continente e ilhas

Durante 2023, o Teatro Nacional D. Maria II vai desenvolver um programa extramuros e levar a todas as regiões de Portugal continental e ilhas um vasto leque de iniciativas. Envolver públicos e comunidades na descentralização da cultura é um dos objetivos desta “Odisseia”, com início marcado para janeiro.
Comentários