Marcelo espera que idas de Guterres a Moscovo e Kiev levem à paz “mais depressa”

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visitará Moscovo, na Federação Russa, no dia 26 de abril, onde irá encontrar-se com o Presidente russo, Vladimir Putin.

Rodrigo Antunes/Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, expressou este sábado o voto de que as idas do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, a Moscovo e Kiev, conduzam à paz na Ucrânia “mais depressa do que devagar”.

Falando na cerimónia do centenário da Misericórdia de São João da Madeira, no distrito de Aveiro, Marcelo Rebelo de Sousa quis “formular o voto de que a próxima visita do secretário-geral das Nações Unidas à Federação Russa, e certamente depois também o contacto com a República da Ucrânia, possa permitir a abertura de um caminho que conduza à paz”.

“E que conduza à paz mais depressa do que devagar”, acrescentou o chefe de Estado perante um auditório cheio no município sanjoanense, pertencente à Área Metropolitana do Porto (AMP).

Para Marcelo Rebelo de Sousa, a rapidez na resolução do conflito “significaria não apenas o abreviar do sofrimento do povo martirizado da Ucrânia, mas também das angústias, das preocupações e das perturbações graves na vida de milhões” em todo o mundo, “e de milhões de portugueses em particular”.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visitará Moscovo, na Federação Russa, no dia 26 de abril, onde irá encontrar-se com o Presidente russo, Vladimir Putin.

Segundo nota enviada pelas Nações Unidas na sexta-feira, Guterres terá em Moscovo uma reunião de trabalho e um almoço com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, e será recebido pelo Presidente Vladimir Putin.

Hoje, foi também anunciado que António Guterres vai visitar a Ucrânia na próxima semana, após reunir-se em Moscovo com o Presidente russo Vladimir Putin, informou o porta-voz do líder da ONU.

“O secretário-geral irá visitar a Ucrânia na próxima semana. Terá uma reunião de trabalho com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, e será recebido pelo Presidente, Volodymyr Zelenskyy, a 28 de abril”, pode ler-se na nota enviada às redações.

Relacionadas

Guterres vai encontrar-se com Putin em Moscovo na próxima terça-feira

As Nações Unidas referem que Guterres vai reunir-se com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, antes de ser recebido por Putin. A visita ocorre dias depois do Kremlin ter frisado nunca ter recebido um pedido de visita ou contacto da parte do secretário-geral da ONU.

Portugal participa em reunião convocada por EUA para discutir ajuda militar a Kiev

Fonte da Defesa Nacional disse este sábado à agência Lusa que “Portugal irá estar presente com uma delegação de alto nível” do ministério, com elementos presencialmente, e a ministra Helena Carreiras participará por videoconferência.

Mais de um milhão de pessoas já regressaram à Ucrânia desde o início da guerra

Desde o início da guerra, mais de três milhões de pessoas deixaram a Ucrânia e mais de um milhão já regressaram, afirmou o ministro do Interior ucraniano, Denís Monastirski.
Recomendadas

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.

Ocidente deve ser mais brando com a Rússia e a Ucrânia deve ceder, defende Kissinger

Segundo o ex-secretário de Estado dos EUA, os líderes europeus não devem perder de vista o relacionamento de longo prazo com a Rússia, nem devem arriscar empurrá-la para uma aliança permanente com a China. O antigo campeão de xadrez Garry Kasparov disse que essa posição, para além de imoral, foi provada errada repetidamente.

Mais de 200 corpos encontrados em cave de Mariupol

Informação foi avançada por Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.
Comentários