Marcelo fala em “nova esperança” para o SNS e assinala que Fernando Araújo tem “provado bem”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que a escolha de Fernando Araújo para diretor-executivo do SNS “é uma nova esperança”, assinalando que o médico “tem provado bem” nos cargos que desempenhou.

“Diria que é uma nova oportunidade, uma nova esperança. Que não seja desperdiçada. A pessoa escolhida é uma pessoa que tem provado bem nos cargos que tem exercido, nomeadamente nos últimos cargos que tem exercido. Não vejo razão para não provar bem neste cargo”, sustentou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, antes de uma intervenção no encerramento do Congresso da Ordem dos Contabilistas Certificados, em Lisboa.

O chefe de Estado argumentou que se a mudança no Serviço Nacional de Saúde (SNS) “não der certo, é porque há fatores alheios” à escolha de Fernando Araújo.

“Espero que isso não aconteça e que desta vez haja, como houve noutras ocasiões ao longo da história, um salto correspondente àquilo que os portugueses esperam de mudança no SNS”, completou.

O médico Fernando Araújo, presidente do Centro Hospitalar Universitário de São João desde abril de 2019, vai ser o novo diretor executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou hoje o ministro da Saúde.

A escolha de Fernando Araújo foi oficialmente confirmada por Manuel Pizarro em conferência de imprensa, em Lisboa, depois do nome do médico ter sido amplamente apontado como titular do cargo.

A direção executiva do SNS, que entra em funções a 01 de outubro, vai coordenar toda a resposta assistencial do SNS, assegurando o seu funcionamento em rede, e passa a gerir também a rede nacional de cuidados continuados integrados e da rede de cuidados paliativos, até agora da responsabilidade das administrações regionais de saúde.

Relacionadas

Novo diretor-executivo diz que aceitou cargo pela defesa intransigente do SNS

Numa breve declaração no final da conferência de imprensa sobre a Direção-Executiva do SNS, sem direito a perguntas dos jornalistas, em que o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, anunciou o seu nome, Fernando Araújo disse que foi com “uma enorme honra” que recebeu o convite do governante para assumir este cargo.

Direção Executiva do SNS terá sede no Porto (com áudio)

“Foi-nos proposto pelo senhor diretor executivo que a sede da nova instituição seja localizada no Porto e nós entendemos que essa é uma proposta consentânea com a intenção descentralizadora do Governo”, afirmou o ministro da Saúde Manuel Pizarro.

Fernando Araújo escolhido para liderar Direção-Executiva inédita do SNS

O atual presidente do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, é o nome escolhido para liderar o Serviço Nacional de Saúde, confirmou ao meio-dia o recém-empossado ministro da Saúde, Manuel Pizarro. Direção Executiva do SNS “estará em plenitude de funções a partir do dia 1 de janeiro”, aquando da entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2023. 
Recomendadas

Luís Menezes Leitão formaliza recandidatura a bastonário da Ordem dos Advogados

O atual bastonário da Ordem dos Advogados, Luis Menezes Leitão, anunciou que formalizou esta terça-feira em Lisboa a sua recandidatura ao cargo para o triénio 2023-2025.

Censura do Chega a Santos Silva “padece de inconformidade constitucional e regimental”

A iniciativa do Chega que pretende censurar o comportamento do presidente do parlamento, Augusto Santos Silva, “padece de inconformidade constitucional e regimental”, não tendo condições para ser admitida, defende um parecer elaborado pela deputada única do PAN.
Carlos Moedas

Um ano de Carlos Moedas. Oposição lança críticas à liderança do autarca da Câmara de Lisboa

No geral, PS, PCP e BE fazem uma avaliação negativa da liderança do presidente da Câmara Municipal de Lisboa e todos os partidos falam em retrocessos ou más decisões, especialmente no que toca à habitação.
Comentários