Marcelo Rebelo de Sousa anuncia condecoração de Merkel e saúda Scholz

Um dia depois de Angela Merkel ter deixado a chefia do Governo da Alemanha, ao fim de 16 anos, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que decidiu atribuir-lhe o mais alto grau da Ordem do Infante D. Henrique “pela sua extraordinária contribuição para a União Europeia.

Filipe Singer/EPA via Lusa

O Presidente da República vai condecorar a ex-chanceler alemã Angela Merkel com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique, habitualmente apenas concedido a chefes de Estado, “pela sua extraordinária contribuição para a União Europeia”.

Um dia depois de Angela Merkel ter deixado a chefia do Governo da Alemanha, ao fim de 16 anos, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que decidiu atribuir-lhe o mais alto grau da Ordem do Infante D. Henrique “pela sua extraordinária contribuição para a União Europeia, desbravando novos caminhos de construção de solidariedade, bem-estar e diálogo entre os Estados-membros, para o bem dos povos da Europa e para além, num quadro de multilateralismo ativo”.

Na mesma nota, publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado português “aproveita ainda para saudar o novo chanceler Olaf Scholz e o novo Governo alemão, desejando a continuação das excelentes relações com Portugal”.

O social-democrata Olaf Scholz, eleito chanceler da Alemanha na quarta-feira pelo parlamento federal alemão, irá governar em coligação com os Verdes e os liberais do FDP.

Relacionadas

Alemanha: novo chanceler Olaf Scholz e o seu governo tomam hoje posse

Há grandes expectativas face à atuação do executivo que resultou de uma coligação entre social-democratas, ecologistas e liberais. E não apenas internamente: mais de 15 anos depois, a Europa quer saber o que vale a esquerda germânica.

Sociais-democratas, verdes e liberais assinam acordo do novo governo da Alemanha

Outras prioridades incluem a modernização da maior economia da Europa e a introdução de políticas sociais mais liberais.

Seixas da Costa: “Novo Governo alemão? Christian Lindner é um nome ortodoxo para a pasta das Finanças”

O novo ministro das Finanças alemão promete agitar a Alemanha e a Europa nos próximos anos. O tema mereceu a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa na última edição do programa da plataforma multimédia JE TV, “A Arte da Guerra”.

Merkel defende vacinação “obrigatória” contra a Covid-19 na Alemanha

Merkel, que se encontrou com 16 líderes estaduais da Alemanha esta quinta-feira disse que a situação epidemiológica era “muito séria” e que seria necessário um “ato de solidariedade nacional” para contrariar a tendência de agravamento.

Parlamento alemão irá eleger Olaf Scholz como chanceler a 08 de dezembro

Olaf Scholz, de 63 anos, deve ser eleito por uma maioria dos 736 deputados do Bundestag (câmara baixa), antes da passagem de poder, no mesmo dia, com a chanceler cessante.
Recomendadas

Mundial2022: Qatar condena campanha “infundada” em resposta a críticas do PE

O Qatar condenou a resolução adotada na semana passada pelo Parlamento Europeu (PE) criticando a sua escolha como sede do Mundial de futebol em curso e denunciou uma campanha “infundada” assente em “acusações falsas e informação enganosa”.

Covid-19: Human Rights Watch pede respeito pelos direitos de manifestantes na China

A Human Rights Watch defendeu hoje que o Governo chinês deve respeitar os direitos de todos aqueles que protestam pacificamente contra as restrições no combate à pandemia de covid-19.

Sociedade civil são-tomense pede investigação internacional a “triste episódio” com quatro mortos

A sociedade civil são-tomense pediu hoje aos parceiros de cooperação uma “investigação internacional urgente” sobre o “triste episódio” do ataque ao quartel militar, na sexta-feira, em que morreram quatro pessoas, alegadamente após “agressão e tortura”.
Comentários