Mariana Mortágua: “É um Orçamento com muitas insuficiências” 

O Bloco de Esquerda, pela voz de Mariana Mortágua, reagiu hoje à proposta do governo para o Orçamento do Estado de 2020.

Cristina Bernardo

Mariana Mortágua considerou hoje que este é um Orçamento do Estado com “muitas insuficiências”.

“Olhamos para o investimento em habitação e não está previsto sequer a verba que o próprio governo e o partido socialista tinham anunciado nos programas para a habitação e que tinham definido quer na campanha eleitoral quer nos anos anteriores. Olhamos para os transportes e não vemos mais investimento além daquele que tinha sido anunciado e que deixa muitas linhas ferroviárias, de transportes urbanos sem resposta. Olhamos para o IRS e vemos medidas com muito pouca eficácia e com muito pouco impacto que de forma nenhuma substituem a necessidade de fazer uma revisão profunda dos escalões de IRS”, disse.

A diriginte bloquista acrescentou ainda que o partido defende a “emergência de um Orçamento do Estado que responda aos problemas estruturais do País”.

Mariana Mortágua enumerou os apoios sociais, o direito à reforma, investimento na Saúde, entre outros pontos. “Numa primeira leitura é um Orçamento que não traz cortes nos serviços públicos mas também podemos dizer que essa é uma exigência mínima face a este contexto de crescimento económico. Podemos também verificar que as transferências para o SNS aumentam de forma significativa mas é preciso analisar como é que depois a despesa da Saúde no seu conjunto está a aumentar. E essa é uma avaliação que temos de fazer”, frisou.

Recomendadas

Profissão “tem de evoluir para uma área de consultoria”

A transição tecnológica poderá impulsionar o sector, que tem deixado escapar talento. Mas para isso acontecer, há que mudar mentalidades e encarar a transformação da própria profissão, alertam líderes ouvidos pelo JE.

OE2023: Orçamento tem de ser “elástico para permitir vários cenários”

O Presidente da República considerou que o Orçamento do Estado tem de ser “elástico” e disse que “é preciso ir reajustando” a sua aplicação, face “às incógnitas” em relação ao futuro.

Inovação e aposta no digital para competir no mercado estrangeiro

Especialistas defendem que os processos empresariais devem ser cada vez mais incorporados com meios tecnológicos, ao mesmo tempo que destacam a importância de conseguir atrair e reter talento. Por Rodolfo Alexandre Reis
Comentários