“Arranha-céus de casos”. Marta Temido avisa que Portugal pode atingir os 37 mil casos na próxima semana

Marta Temido falou no dia em que o país registou novo máximo absoluto em termos de novos casos, ao ultrapassar as 17 mil infeções confirmadas.

JOSÉ COELHO/LUSA

A continuar a evolução epidemiológica que se tem verificado recentemente, Portugal deverá atingir os 37 mil casos confirmados de infeção por Covid-19 na primeira semana de janeiro, revelou a ministra da Saúde em entrevista à Sic Notícias, onde ecoou as estimativas do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

Marta Temido falou no dia em que o país registou novo máximo absoluto em termos de novos casos, ao ultrapassar as 17 mil infeções confirmadas. O anterior pico havia sido verificado a 28 de janeiro, quando se verificaram 16.432 novos infetados.

A ministra esclareceu, ainda assim, que estes números surgem “em linha com o que eram as estimativas que dispúnhamos, designadamente os modelos epidemiológicos do INSA, embora com uma ligeira afloração”. Especificamente, as previsões das autoridades de saúde passavam por um novo máximo de infeções a 29 de janeiro, algo que acabou por ocorrer dois dias antes.

Apesar da pressão que esta situação coloca no sistema de saúde, esta faz-se sentir sobretudo ao nível de “instrumentos como a linha de Saúde24 e o rastreio de contactos, e não tanto nos internamentos e em cuidados intensivos”, pelo que Marta Temido deixou uma “palavra de reforço da nossa confiança em todo o sistema de saúde”, bem como um “apelo para a utilização com adequação e necessária paciência a quem precisa de usar estes instrumentos”.

A ministra garantiu ainda que o Governo se encontra em processo de reforço da capacidade da linha Saúde24, dada a “pressão dos vários milhares de chamadas”. Uma das principais áreas de intervenção, detalhou, prender-se-á com o algoritmo que serve este instrumento, bem como a abertura de mais call centers e o reforço dos mesmos. Assim, a expectativa é de que “ainda esta semana” se verifique uma melhoria na capacidade de atendimento da linha, que se tem debatido com muitos milhares de chamadas em simultâneo nos últimos dias, fruto do grande número de novas infeções confirmadas.

[notícia atualizada às 16h51]

Relacionadas

Portugal soma 17.172 casos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Novo máximo desde o início da pandemia

Depois de uma quebra de casos registado no domingo, o número de casos confirmados disparou esta terça-feira atingindo um novo recorde. Foram mais de 17 mil infeções e 19 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas.
Recomendadas

Isolamento deixa de ser obrigatório para infetados com Covid-19

O Ministério da Saúde também aponta que os testes a covid-19 deixam de ser prescritos via SNS 24

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente

A mortalidade e as hospitalizações por covid-19 continuam em níveis estáveis em Portugal, mas o país regista uma tendência crescente de novos casos de infeção, indica o relatório sobre a evolução da pandemia hoje divulgado.

Portugal registou 19.703 mil casos e 41 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções e mais quatro óbitos em comparação à semana anterior.
Comentários