Máscara continua a ser obrigatória nos voos da TAP (com áudio)

Obrigação de uso decorre da legislação em vigor em Portugal.

As máscaras vão continuar a ser obrigatórias nos voos da TAP, segundo a companhia aérea. Isto apesar das autoridades europeias deixarem de recomendar o uso de máscara a bordos dos aviões a partir da próxima semana.

“No caso de Portugal, de acordo com a última resolução do Conselho de Ministros, o uso de máscara mantém-se obrigatório nos transportes públicos, incluindo o transporte aéreo”, disse ao JE fonte oficial da TAP.

Segundo as regras em vigor em Portugal, a máscara continua a ser obrigatória em transportes coletivos de passageiros, incluindo transporte aéreo, táxi e TVDE.

As máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos aeroportos e voos na Europa a partir da próxima segunda-feira, anunciaram na quarta-feira a Agência da União Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e o Centro Europeu de Controlo de Doenças. (ECDC).

“A partir da próxima semana, as máscaras deixarão de ser obrigatórias nas viagens aéreas em todos os casos”, disse em comunicado o diretor executivo da EASA Patrick Ky.

A Ryanair anunciou na segunda-feira que o uso de máscaras nos seus voos dentro da União Europeia vai deixar de ser obrigatório a partir da próxima segunda-feira, 16 de maio.

Portugal encontra-se entre os 15 países em que o uso de máscara continua a ser obrigatório, destaca a companhia irlandesa, a par de Áustria, Chipre, República Checa, Estónia, França, Alemanha, Grécia, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda e Espanha.

Recomendadas

Luís Figo é embaixador de marca de óleos feitos a partir da cannabis

O antigo jogador de futebol é a cara da LF.CBD, empresa que cria óleos para a pele, que defende terem benefícios para o estado mental de quem os utiliza.

Vista Alegre ainda com prejuízos mas com forte recuperação

Com um aumento de quase 60% do volume de negócios, o grupo reduziu a dívida líquida em um milhão de euros, o que revela, diz, a solidez da sua tesouraria.

NOS e THU juntam-se para impulsionar o entretenimento digital em Portugal

As duas marcas vão aproveitar a rede 5G para trabalharem em conjunto nas áreas da tecnologia e da criatividade.
Comentários