Mau tempo causou 122 ocorrências em Lisboa durante a noite

“Desde as 00:00 e até às 07:00 de hoje registámos 122 ocorrências, sendo que 51 são quedas de árvores e 25 quedas de infraestruturas”, disse à Lusa uma fonte dos Sapadores.

Mais de uma centena de ocorrências foi registada desde as 00:00 e até às 07:00 pelo Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa, a maioria quedas de árvores e de estruturas, segundo uma fonte da corporação.

“Desde as 00:00 e até às 07:00 de hoje registámos 122 ocorrências, sendo que 51 são quedas de árvores e 25 quedas de infraestruturas”, disse à Lusa uma fonte dos Sapadores.

De acordo com a mesma fonte, foram ainda registadas sete inundações em espaços privados e oito em espaços públicos.

“Não foram registados acidentes graves, nem feridos na sequência das ocorrências”, disse a mesma fonte, acrescentando que os pedidos diminuíram entretanto devido à melhoria do estado do tempo.

Em declarações à Lusa hoje de manhã, uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa tinha dado conta de mais de 300 ocorrências entre as 00:00 e as 06:30, sendo a maioria quedas de árvores e estruturas.

“Registámos depois das 00:00 mais de 300 ocorrências que contaram com 1.200 operacionais, com o auxílio de 338 veículos. Entre estes operacionais estiveram envolvidos, bombeiros, PSP, GNR, veículos de reboque e assistência e Infraestruturas de Portugal”, adiantou a mesma fonte.

No que diz respeito ao distrito do Porto, uma fonte do CDOS disse à Lusa que desde as 00:00 foram registadas mais de 200 ocorrências sobretudo de quedas de árvores e estruturas e pequenas inundações.

“Entretanto, ao longo da noite com a melhoria do estado do tempo diminui também o número de ocorrências”, disse a mesma fonte, salientando “não ter havido registo de vítimas, nem casas desalojadas, nem situações de desalojados”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tinha previsto que a partir das 03:00 a tempestade Ana começasse a perder intensidade e a dissipar-se.

De acordo com o Instituto, para hoje está prevista uma descida das temperaturas, aguaceiros, diminuindo de frequência e intensidade, possibilidade de trovoada e granizo e queda de neve acima de 800 metros.

Mais de 9.300 operacionais da Proteção Civil, incluindo bombeiros, elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica de Portugal (INEM) e Guarda Nacional Republicana (GNR), estão destacados desde o início de domingo por causa da passagem pelo continente da tempestade Ana.

A queda de uma árvore provocou uma vítima mortal, uma mulher de 45 anos, em Marco de Canavezes, no domingo.

Relacionadas

Tempestade Ana aproxima-se do norte do país

A Galiza já está a ser fortemente afetada pelo mau tempo. Em Portugal, as autoridades indicam que o tempo vai piorar a partir das 18 horas e só começará a melhorar de madrugada. Saiba o que fazer para se proteger.
Recomendadas

Humanidade só se salva se defender o planeta Terra e a biodiversidade- Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou hoje que a única saída para salvar a Humanidade é “investir no planeta Terra” e deter a perda de biodiversidade.

Sapadores de Lisboa pedem às pessoas para não saírem de casa devido ao mau tempo

O comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa, Tiago Lopes, pediu hoje aos lisboetas para não saírem de casa devido à formação de lençóis de água na estrada por causa das fortes chuvadas que se fazem sentir na cidade.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários