Mau Tempo: Intercidades descarrila junto a Fornos de Algodres sem causar vítimas

De acordo com as informações disponibilizadas no ‘site’ da Proteção Civil, consultado pela Lusa às 20:35, o alerta para o “descarrilamento ferroviário” foi dado às 19:47, estando envolvidos nas operações de socorro 28 operacionais e 11 viaturas.

O descarrilamento de um comboio Intercidades na zona de Forno de Algodres, no distrito da Guarda, que não provocou vítimas, está a obrigar à retirada dos passageiros pelos bombeiros, anunciou hoje a Proteção Civil.

De acordo com as informações disponibilizadas no ‘site’ da Proteção Civil, consultado pela Lusa às 20:35, o alerta para o “descarrilamento ferroviário” foi dado às 19:47, estando envolvidos nas operações de socorro 28 operacionais e 11 viaturas.

Em declarações aos jornalistas na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em Carnaxide, Oeiras, o comandante Pedro Nunes disse não ter ainda muitas informações sobre “o acontecimento”, podendo apenas adiantar que se tratou “de um problema com o comboio Intercidades no distrito da Guarda” e que “uma composição está parada junto a Fornos” de Algodres.

“Há equipas de socorro no local, mas não há feridos a registar”, salientou.

Ainda segundo o comandante da Proteção Civil, “neste momento estão a ser retirados os passageiros com recurso aos veículos dos bombeiros do distrito da Guarda” e, posteriormente, as pessoas serão encaminhadas pela CP para o seu destino, recorrendo a autocarros.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda acrescentou à Lusa que seguiam no comboio, que fazia a ligação entre Fornos de Algodres e Coimbra, entre “50 e 70 passageiros”. O descarrilamento ocorreu entre as estações de Fornos e Gouveia.

Recomendadas

Associação dos municípios aprova acordo para descentralização na ação social

Com este acordo, “no próximo ano, a transferência de competências tornar-se-á universal”, segundo a ANMP.

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

MyCloma Fest XMAS Edition regressa este fim-semana ao Porto

Fundada por quatro jovens em 2020, a MyCloma é uma plataforma portuguesa de compra e venda de roupa em segunda mão, uma aposta num modelo de economia circular, que visa combater o desperdício têxtil enquanto que ajuda a prolongar o ciclo de utilização dos bens. 
Comentários