Max Verstappen sagra-se campeão do Mundo de Fórmula 1

O piloto neerlandês da Red Bull, Max Verstappen, sagrou-se hoje campeão do Mundo de Fórmula 1 pela primeira vez, derrotando Lewis Hamilton no final de Grande Prémio do Abu Dhabi “de loucos”.

O piloto neerlandês da Red Bull, Max Verstappen, sagrou-se hoje campeão do Mundo de Fórmula 1 pela primeira vez, derrotando Lewis Hamilton no final de Grande Prémio do Abu Dhabi “de loucos”. Verstapen conquistou o título na última volta da última corrida da época, um emocionante Grande Prémio do Abu Dhabi que acabou por se decidir nos últimos segundos.

Tudo porque a seis voltas do fim, um despiste do canadiano Nicholas Latiffi (Williams) obrigou à entrada do safety car, que paralisou a corrida e fez evaporar a vantagem de Hamilton para Verstappen. O neerlandês optou por ir às boxes meter pneus “macios” – algo que Hamilton não quis fazer para preservar a liderança. Ou seja, a Mercedes apostou que a corrida iria terminar com o safety car ainda em pista, e com o britânico à frente (o que lhe daria o oitavo e inédito título mundial).

Mas houve mesmo recomeço. Verstappen, com pneus frescos, ultrapassou na última volta Hamilton (com pneus já muito gastos, por opção), conquistando o seu primeiro título, aos 24 anos de idade.

A 20 voltas do fim, Hamilton já tinha tido possibilidade de aproveitar um safety car virtual para ir às “pits” e trocar de pneus. Como considerou na altura o engenheiro do piloto britânico, a decisão constituiu “um risco enorme”, mas que ainda assim seria menor do que o risco de Verstappen não ir às boxes e “perder a posição” de liderança logo ali.  Verstappen acabaria por ir às boxes, mas mesmo com pneus mais frescos não conseguia ganhar mais do que poucas décimas por volta ao britânico.

Ou seja, a estratégia da Mercedes colheu frutos até à entrada do safety car real (não o virtual que mantém as posições relativas dos pilotos) a seis voltas do fim. Quando a corrida foi reatada, Verstappen saiu colado a Hamilton e os pneus acabaram por decidir tudo, tal como a Mercedes temia.

Recomendadas

Conselho de Arbitragem da FPF condena agressão a árbitro no Salgueiros-Marítimo ‘B’

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) condenou hoje a agressão ao árbitro João Loureiro por um jogador, que levou à interrupção do Salgueiros-Marítimo ‘B’, da série B do Campeonato de Portugal.

FC Porto vence Vizela e segura segundo lugar da Primeira Liga

O campeão em título FC Porto segurou hoje o segundo lugar da Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Vizela por 2-0, em encontro da 19ª jornada.

Benfica. André Almeida diz que maior mágoa foi não ter vencido Liga Europa

O futebolista André Almeida confessou hoje que a “maior mágoa” ao longo das quase 12 temporadas no Benfica foi não ter vencido a Liga Europa, em duas tentativas, e considerou o título nacional de 2013/14 “muito marcante”.
Comentários