Mayra Andrade vai encantar Teatro Aveirense no Festival Sons em Trânsito

Nove anos depois da última edição, o certame arranca hoje em Aveiro e conta também com Elza Soares, Céu ou Amadou & Mariam.

Cristina Bernardo

O Festival Sons em Trânsito está de regresso entre as noites de hoje e sábado, nove anos depois da última edição, decorrendo no Teatro Aveirense. Mayra Andrade, Elza Soares e Céu, estas duas últimas premiadas na recente 17ª edição dos Grammy Latinos, são algumas das participações previstas.

Mayra Andrade, que também vai atuar no Vodafone Mexefest durante o fim-de-semana, fala sobre o assunto. “Não posso dizer que seja uma conclusão da minha digressão porque já houve umas quantas: a tournée começou em outubro de 2013 e foi até novembro do ano passado. Mas temos recebido imensos convites e nem sempre consigo dizer não porque há muita coisa pelo meio que quero fazer. Não podia recusar estes dois convites, pois não posso desperdiçar uma oportunidade de estar próxima do meu público em Portugal. E já estou a trabalhar num novo disco”, anuncia.

O primeiro show terá Toty Sa’Med como protagonista (substituiu Toumani & Sidiki Diabaté devido a questões de saúde), seguindo-se Mayra Andrade. Na quinta-feira tocam Vicente Amigo e Céu; sexta-feira é tempo de Aline Frazão e Elza Soares, fechando o festival no sábado com os desempenhos de Ed Motta e Amadou & Mariam.

Entretanto, no salão nobre, Riot e Fogo Fogo apresentam-se na sexta e no sábado pouco depois da meia-noite.

Os bilhetes oscilam entre 18 e 22 euros, começando os concertos sempre às 21h30.

Recomendadas

António Costa e a maldição do sete. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Didier Fiúza Faustino: 30 anos a questionar

Os projetos do “artista-arquiteto” franco-português, como o próprio se define, são marcados pelo questionamento do papel político da criação e da nossa posição enquanto sujeitos e cidadãos. O MAAT, em Lisboa, dedica-lhe uma retrospetiva que Faustino vê mais como um exercício prospetivo.

Produtor Paulo Branco distinguido com Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2022

O produtor português Paulo Branco foi distinguido com o Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2022, revelou hoje o Ministério da Cultura.
Comentários