Mazars nomeia novo sócio

Sérgio Santos Pereira, antigo “Head of Tax” do grupo internacional de auditoria e consultoria, junta-se aos restantes cinco sócios em Portugal.

 

A Mazars nomeou um novo sócio e conta agora com seis em Portugal. Sérgio Santos Pereira, ex-Head of Tax do grupo internacional de auditoria e consultoria , é o novo partner e junta-se a Luís Gaspar, Fernando Vieira, José Rebouta, Luís Batista e Patricia Cardoso.

A confirmação da nova aposta da empresa de auditoria, revisão de contas e advisory services foi confirmada na conferência anual de partners a nível mundial, em Berlim, de acordo com um comunicado enviado às redações.

Segundo a mesma nota, Sérgio Santos Pereira vai continuar a dedicar-se à área de Tax no país, um ramo que está a ser expandido pelo grupo. Em Portugal, a Mazars integra 150 profissionais e tem três escritórios: Lisboa, Porto e Leiria.

 

Relacionadas

Azevedo Rodrigues: “Receamos que o objetivo de maior concorrência e abertura não esteja a ser atingido”

O bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas considera que a avaliação das consequências do novo enquadramento jurídico ainda é precoce, mas adianta que há uma maior consciencialização do mercado sobre a importância da informação que é disponibilizada.

CMVM vai estar mais atenta aos órgãos de ficalização das sociedades

Regulador do mercado de capitais tem a supervisão da auditoria. Depois de um período de construção da equipa e início da atividade, quer ter maior interação com os auditores e atenção a “temas críticos”.
Recomendadas

PremiumPorto Law Summit debate sociedades multidisciplinares

As sociedades multidisciplinares – formadas por advogados e outros profissionais – estão a chegar. O bastonário Luís Menezes Leitão, que se recandidata ao cargo, não está disponível para as aceitar.

Diferendo entre Ordem dos Advogados e Conselho de Deontologia de Lisboa volta “à estaca zero”

O despacho deixa o recurso apresentado em janeiro desse ano pelo bastonário, Luís Menezes Leitão, novamente por decidir, contrariando o próprio entendimento que esta 3.ª Secção do CS havia tido anteriormente.

Advogados do caso BES querem Supremo a decidir pela manutenção de Ivo Rosa no processo

Na terça-feira a providência 24/22, deu entrada no Supremo e ficou decidido como relator o juiz conselheiro Manuel Capelo, segundo a “TSF”.
Comentários