Mercado automóvel em Portugal caiu 5,9% no primeiro semestre de 2022

Foram postos em circulação 106.879 novos veículos entre janeiro e julho, o que representa uma redução de 38% face ao mesmo período do ano de 2019. Ainda assim o mercado cresceu em julho, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

O mercado automóvel em Portugal registou uma queda de 5,9% nos primeiros sete meses do ano, face ao mesmo período do ano passado. Se compararmos com o período pré pandemia, a queda torna-se ainda mais visível, segundo contam os números divulgados esta segunda-feira pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Entre os automóveis ligeiros de passageiros, em julho foram matriculados 14.495 veículos. Um aumento de 17,6% em relação ao mesmo mês do ano passado, mas uma redução de 21,4% face a julho de 2019. Ainda assim, foram 89.944 os veículos postos a circular entre janeiro e julho, o que significa que o número caiu 4,1% em comparação com o período homólogo e escorregou ainda mais, na ordem dos 38,8%, se comparado com os primeiros sete meses de 2019.

Os ligeiros de mercadorias seguiram a mesma tendência de variação. Foram matriculados 1.874 em julho, o que representa um crescimento de 15,5% face a 2021, mas uma redução de 40,3% em relação a 2019. Os primeiros sete meses do ano, por seu turno, viram 13.604 novos registos. Uma queda de 19,7% relativamente ao mesmo período do ano passado, que se torna mais dilatada se compararmos com janeiro a julho de 2019: uma redução de 38,6%.

Ao todo, foram matriculadas 16.369 ligeiros no mês passado, o que representa um aumento de 17,4%, com um total de 103.548 novas matrículas ao longo dos primeiros sete meses do ano, que significaram uma redução de 6,5%.

Os novos veículos pesados em julho foram 528, representando uma subida de 92,7% em relação ao período homólogo e de 143,3% face à mesma fase de 2019. O total de janeiro a julho chegou aos 3.331 veículos, representando um aumento de 17,2% em comparação com o período homólogo e de 1,1% em relação aos primeiros sete meses de 2019.

No total dos números, o mercado automóvel contabilizou 16.897 novas matrículas no mês de julho, um aumento de 18,8% relativamente ao mesmo mês do ano que passou. Nos primeiros sete meses do ano, foi 106.879 o número de novos registos, o que significa uma redução de 5,9% quando comparado com o mesmo período de 2021.

Entre janeiro e julho deste ano, 38,2% dos novos ligeiros de passageiros matriculados são movidos a energias alternativas, com 9,9% das escolhas a serem veículos elétricos. Somam-se 43,4% dos veículos movidos a gasolina e 18,4% a gasóleo.

Recomendadas

Importação de veículos aumentou 24% em julho face ao período homólogo

A escassez de produto pesou nos números do mercado automóvel em julho, com um crescimento (13%) da importação de veículos, face a 2019.

Mercado de veículos eléctricos e híbridos subiram 18,4% entre janeiro e julho

Destacam-se os ligeiros de passageiros elétricos (BEV), com um crescimento de 60,6%. Ainda assim, nem todos os híbridos seguem o mesmo caminho, com os modelos plug-in (PHEV) a apresentar quedas.

Controlauto conclui compra da empresa de centros de inspeção GlobalTest

A operação faz com que a empresa do grupo Brisa passe a deter mais cinco centros de inspeções na região norte do país, operando agora 51 centros de inspeções no total.
Comentários