Mercado das duas rodas, triciclos e quadriciclos regressa às quedas ao fim de seis meses

No mês passado, o mercado mais imponente foi o dos quadriciclos, que teve um acréscimo homólogo de 68,6% para 118 unidades, nas quais o destaque foram indubitavelmente os minicarros (+80,4%), de acordo com a Associação Automóvel de Portugal.

Balint Porneczi/Bloomberg

O mercado de ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos regressou às quedas depois de seis meses de subidas. A indústria das duas rodas, triciclos e quadriciclos caiu 7,8% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado, tendo sido matriculadas 3.112 unidades, de acordo com a ACAP – Associação Automóvel de Portugal.

Ainda assim, houve um crescimento em termos acumulados, de 25,1%. Ou seja, nos primeiros quatro meses do ano o número de veículos registados foi 12.204, mais 25% do que entre janeiro e abril de 2021, revelou esta terça-feira a associação automóvel.

Analisando apenas o mês passado, denota-se que o mercado mais imponente foi o dos quadriciclos, que teve um acréscimo homólogo de 68,6% para 118 unidades, nas quais o destaque foram indubitavelmente os minicarros (+80,4%). Segue-se a categoria dos triciclos (+35%), o segundo de dois que cresceu.

Por outro lado, o mercado de ciclomotores recuou 17% para 122 unidades e o de motociclos caiu 9,3% em relação a abril do ano passado para 2.845 matrículas contabilizadas. “Em termos acumulados, de janeiro a abril de 2022, o número de unidades matriculadas aumentou 25,7% face ao período homólogo do ano anterior, tendo sido colocados em circulação 11.211 novos motociclos”, refere ainda a ACAP, em comunicado enviado aos meios de comunicação social.

Segundo a associação liderada por Hélder Barata, em relação aos motociclos com cilindrada superior a 125 cm3, no quarto mês deste ano foram matriculados 1.309 veículos, o que representa um ligeiro decréscimo de 13,4% face ao mesmo mês de 2021. “Em termos acumulados, no primeiro quadrimestre de 2022, foram matriculados 5.697 motociclos com cilindrada superior a 125 cm³, o que representou um crescimento de 29% face ao período homologo do ano anterior”, detalha a ACAP.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Fórum Seguros: “Dinheiro gerado deve ser investido em fundos que contribuem para a neutralidade carbónica”

Sofia Santos sublinhou o papel que as seguradoras têm, tendo em conta os riscos de transição, para ajudar os seus clientes a incorporar os riscos climáticos através dos produtos apresentados.

Preços na produção industrial aumentaram mais de 24%

Segundo o INE, o resultado deveu-se à “evolução dos preços da Energia e dos Bens Intermédios”.
Comentários