Mercadoni: Dois jovens portugueses criaram um negócio de sucesso na America Latina

A startup foi criada por dois portugueses da Universidade Catolica, Pedro Freire e Antonio Nunes e dois anos depois de ter sido fundada, já conseguiu uma ronda de investimento no valor de nove milhões de dólares.

A Mercadoni (www.mercadoni.com) é um a plataforma online líder de entregas ao domicilio de compras de supermercado na América Latina e dois anos depois de ter sido fundada, conseguiu uma ronda de investimento que também é uma das maiores Série A para empreendedores portugueses, foi liderada pelo fundo de investimento Naspers (através da Movile), Axon Partners Group (Espanha), a SFMS (a “holding” da família Soares dos Santos) e o Pegasus Group (Argentina). O investimento foi um dos maiores da história de empresas de e-commerce na América Latina.

A startup tem mais de quatro mil “personal shoppers” activos na plataforma e garante a entrega de compras de supermercado em menos de uma hora. A plataforma tem atualmente conectadas mais de 100 cadeias de supermercados, de que fazem parte os maiores grupos de retalho da América Latina como o Cencosud, Makro, o Walmart, entre outros. As valências desenvolvidas pela Mercadoni têm-lhe permitido atingir um crescimento sustentável de 20% ao mês.

O percurso empreendedor de Pedro Freire e Antonio Nunes não começou aqui, já tinham fundado a Linio (www.linio.com), uma empresa que rapidamente se tornou na Amazon da America Latina.

Hoje, voltam a mostrar que os empreendedores portugueses encontram oportunidades em qualquer parte do mundo. Tendo chegado à Colombia, México e Argentina com uma mochila às costas e vontade de revolucionar o mundo dos supermercados online, vêm o esforço que puseram na conquista do mercado da América Latina recompensado.

Recomendadas

Networkme recebe um milhão de euros para expandir negócio na Península Ibérica

O financiamento foi liderado pela sociedade de capital de risco Big Sur Ventures, que conta com a participação do banco espanhol Bankinter, através da Fundação Inovação Bankinter.

Airbnb. Anfitriões em Lisboa ganharam mais de 11 milhões com a Web Summit desde 2016

O ano passado, um anfitrião típico em Lisboa ganhou em média 400 euros. Nos quatro dias do evento de tecnologia, que regressa à capital portuguesa no próximo mês, foram acolhidos 11 mil hóspedes.

Três startups vencem programa de inovação da Prio

As empresas AirCO2 Fintech (Espanha), BeFC (França) e Evyon (Noruega) ganharam a sexta edição do “Jump Start”. “Perante desafios tão importantes como a transformação digital, sustentabilidade e a transição energética, acreditamos que é fundamental dar voz e colaborar com startups”, garante a diretora de I&D da petrolífera.
Comentários