Mercados europeus em alta após anúncio do BCE

Os principais índices europeus seguem em terreno positivo após a decisão do BCE de reforçar o programa de compra de ativos, de forma a compensar o fim, em março de 2022, do programa de emergência colocado em prática para combater os efeitos negativos causados pela Covid-19.

Forum BCE 2020 — Christine Lagarde
BCE

Os mercados europeus reagiram positivamente ao anúncio do Banco Central Europeu (BCE) de que o programa de compra de ativos será reforçado para compensar o fim do programa de compra de emergência pandémica (PEPP), com a generalidade das praças europeias em alta depois do anúncio de Christine Lagarde desta quinta-feira.

A presidente do BCE fez saber que, além de manter em mínimos históricos as taxas de juro na economia da zona euro, irá acelerar o ritmo de redução do programa de emergência para combater os efeitos negativos causados pela pandemia de Covid-19, mas optando por um reforço no programa de compra de ativos (APP), de forma a garantir que a política de alívio quantitativo (quantitative easing) se mantém.

Às 14h20, as principais bolsas europeias negociavam em terreno positivo, animadas pela notícia. O PSI 20 ganhava 0,47%, subindo 25 pontos até aos 5.455,17. Em Madrid, o IBEX 35 ganhava 1,48%, ou 120 pontos, chegando aos 8.397,80, enquanto o parisiense CAC 40 acelerava 1,17% até aos 7.009,27.

O índice alemão DAX 40 ganhava mais de 200 pontos, ou 1,33%, até aos 15.682,91, enquanto em Milão o FTSE MIB acelerava 0,57% para os 26.818,00 pontos.

O BCE reiterou novamente o seu compromisso com a manutenção da inflação em rota para atingir o objetivo de médio prazo definido pelo organismo, ou seja, os 2%, ressalvando, no entanto, que uma “política monetária acomodatícia é ainda necessária” para a obtenção deste resultado.

Em novembro, a inflação na zona euro chegou aos 4,9%, um máximo não visto desde junho de 1991, com a leitura de dezembro marcada para esta sexta-feira.

Recomendadas

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.

PSI encerra no ‘vermelho’ em contra ciclo com a Europa

Lá fora, as principais praças europeias negociaram maioritariamente em terreno positivo. O FTSE 100 valorizou 0,32%, o CAC 40 ganhou 0,08%, e o DAX apreciou 0,01%. O espanhol IBEX 35 manteve-se estável.
Comentários