Merkel envia condolências a Putin

Em causa está a morte de 92 pessoas, na sequência da queda do avião militar russo.

Leonhard Foeger/Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, endereçou condolências ao Presidente russo, Vladimir Putin, este domingo, pela queda do avião Tu-154, na manhã de hoje no Mar Negro, com 92 pessoas a bordo, quando se dirigia para a Síria.

Em comunicado, a vice-porta-voz do governo alemão, Ulrike Demmere, garantiu que “os seus pensamentos estão com as famílias das muitas vítimas”. O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Frank-Walter Steinmeier, expressou igualmente um “profundo pesar” a propósito da “terrível catástrofe” que foi a queda do avião militar russo.

De acordo com a agência noticiosa Efe, no avião viajavam militares, nove jornalistas russos e 64 membros do Alexandrov Ensemble, do exército russo, que iam participar nos festejos de Ano Novo na base aérea síria Jmeimim, onde a Rússia tem um conjunto de aviões de guerra.

O aparelho Tu-154 tinha descolado às 5h40 (2h40 em Lisboa) de Adler, na zona balnear de Sochi, na costa do Mar Negro, e acabou por desaparecer dos radares pouco tempo depois.

O Presidente russo, Vladimir Putin, anunciou hoje que segunda-feira será dia de luto nacional pelas vítimas do acidente com o avião militar que se despenhou no Mar Negro.

“Amanhã [segunda-feira] será decretado dia de luto nacional”, disse Putin na televisão russa. O chefe de Estado russo afirmou que será feita “uma investigação exaustiva” para apurar as causas do acidente e que “tudo será feito para apoiar os familiares das vítimas”.

Relacionadas

Queda de avião militar russo mata 92, incluindo dezenas de músicos do coro do exército

O aparelho despenhou-se no Mar Vermelho e não há sobreviventes. Entre as vítimas estão cantores, dançarinos e músicos que iam actuar numa festa de passagem de ano na Síria.
Recomendadas

Ucrânia: Cruz Vermelha teve acesso aos prisioneiros de guerra ucranianos e russos

“Na semana passada, o CICV efetuou uma visita de dois dias aos prisioneiros de guerra ucranianos. Outra visita está a decorrer esta semana”, refere o Comité Internacional da Cruz Vermelha numa declaração feita esta quinta-feira.

Irão: Regime anuncia primeira execução de prisioneiro detido nos protestos

A agência de notícias Mizan, detida pelo sistema judicial do Irão, avançou a execução de Mohsen Shekari, acusado de bloquear uma rua e ferir um militante islâmico com uma catana na capital, Teerão.

Humanidade só se salva se defender o planeta Terra e a biodiversidade- Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou hoje que a única saída para salvar a Humanidade é “investir no planeta Terra” e deter a perda de biodiversidade.
Comentários