Metro de Lisboa renova “compromisso de pagamento pontual” que promove o pagamento atempado aos fornecedores

A iniciativa pretende incentivar as empresas a pagarem atempadamente aos seus fornecedores, estimulando uma economia sustentável, e da qual o Metropolitano de Lisboa faz parte desde o ano passado.

Metro de Lisboa

O Metropolitano de Lisboa (ML) renovou a adesão ao “Compromisso de pagamento pontual”, uma iniciativa que tem o objetivo de promover o pagamento atempado das empresas aos fornecedores, tentando contribuir para uma economia sustentável.

O metro aderiu pela primeira vez a esta iniciativa em outubro de 2022, renovando agora o acordo por mais um ano a cumprir com o pagamentos atempados aos seus fornecedores.

Esta iniciativa faz três apelos a todas as entidades: que não atrasem os pagamentos, que não façam da crise uma situação vantajosa perante empresas que estejam em dificuldade ou sem poder negocial, e que adiram à iniciativa no site, de forma a assumir publicamente o seu compromisso.

Segundo dados da informa D&B, 86% das empresas portuguesas não cumpre os prazos de pagamento, o que coloca em risco a sobrevivência do tecido empresarial. Esta ação é promovida pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP), a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (APIFARMA) e pela Associação Cristã de Empresários Gestores (ACEGE). E tem parceria com a Agência para a Competitividade e Inovação, I.P (IAPMEI) e a Ordem dos Contabilistas Certificados.

Recomendadas

TAP. Sitava aprova redução dos cortes salariais para 20%

O plenário de trabalhadores convocado pelo Sitava aprovou esta quarta-feira a proposta de acordo da TAP, que prevê a redução dos cortes salariais de 25% para 20%. Assim, não se antecipa nenhuma greve.

Chinesa Alibaba promete rival do ChatGPT e ações disparam

A promessa do ChatGPT motivou as gigantes tecnológicas a fazerem avultados investimentos nas tecnologias de Inteligência Artificial. A Google deu um tiro no pé com o Bard e viu as ações tombarem quase 10%. Agora, a Alibaba anuncia um produto rival.

Foram criadas em Portugal 4.840 novas empresas em janeiro

As novas empresas criadas em janeiro em Portugal aumentaram 2% em termos homólogos, para 4.840 unidades. É no sector dos transportes que se registou o maior crescimento percentual (114%), mais do que duplicando o registo de janeiro de 2022, num total de 577 novas empresas.
Comentários