Metro desafia parceiros do setor hoteleiro a integrar o “Digital Club”

Com a maioria dos restaurantes ainda afastado das soluções digitais, o Grupo Metro, do qual faz parte a Makro Portugal, apresentou o “Digital Club” – plataforma que visa contribuir para a digitalização de restaurantes, hotéis e empresas de catering a nível internacional.

O Grupo Metro reuniu recentemente, em Munique, um grupo diversificado de parceiros, oriundos das mais diversas áreas, num evento inteiramente dedicado ao seu compromisso para com a digitalização do setor hoteleiro e que se traduziu em dois momentos chave: a apresentação da plataforma “Digital Club” e o arranque da segunda edição do Programa Metro Accelerator for Retail.

No que concerne ao “Digital Club”, trata-se de uma resposta de complemento à oferta de ferramentas digitais gratuitas que oferece ainda aos restaurantes independentes aconselhamento e apoio a todas as questões relacionadas com as ferramentas, bem como uma plataforma digital para diálogo, partilha de conhecimentos e construção de uma comunidade.

As principais respostas postas em prática são a criação de um website, gratuitamente e em escassos minutos; de uma área de servas de mesa online a ainda do “Cockpit” – uma ferramenta, simplificada, de gestão da mais diversificada informação, nomeadamente, faturação, despesas, ou frequência e preferências dos seus clientes.

As primeiras soluções digitais arrancam agora em 13 países e o Grupo estima, até 2020, chegar a meio milhão de restaurantes na Europa. Contudo, existem já alguns resultados fruto da implementação destas soluções em 500 empresas piloto em Berlim, Paris, Milão e Viena.

Para tal, estabeleceu a entidade digital independente “HoReCa.digital” para identificar e validar soluções digitais para o setor hoteleiro, e à qual cabe agora gerir as soluções digitais desenvolvidas e também as soluções digitais inovadoras desenvolvidas por startups.

Segundo Olaf Koch, presidente do Conselho de Administração da Metro, para concretizar este projeto, a empresa investiu já 30 milhões de euros milhões mas salientou que, tal como mostram os números obtidos na fase piloto, as empresas que integrarem este “Digital Club” podem vir a registar um aumento médio da faturação na ordem dos 40%, uma redução do desperdício de comida em 15%, assim como alcançar uma poupança de tempo diária de uma a três horas.

Quanto a Portugal, a empresa assegura que está já na fase de “afinar” a implementação e estima estar em condições de estender ao nosso país a solução da construção de website, assim como a solução de reservas online, no primeiro trimestre de 2018.

Metro destaca inovação “made in Portugal”

Desde 2015 que a Metro tem promovido startups selecionadas que oferecem soluções digitais para o setor hoteleiro com o “Programa METRO Accelerator powered by Techstars”. Neste mesmo encontro de parceiros, o Grupo levou a cabo o “Demo Day”, o dia de destaque do “Metro Accelerator”, onde 10 startups selecionadas, que trabalharam intensamente ao longo de três meses, tiveram a oportunidade de demonstrar o seu projeto e, desta forma, atrair investidores e especialistas. Estas startups foram apoiadas com financiamento de até 120 mil euros. Com orientação e acompanhamento por parte de especialistas da indústria, sob a orientação da Metro e da Techstars, as startups melhoraram o seu modelo de negócio num espaço de coworking em Berlim, a fim de convencer os investidores da sua ideia e projeto. O programa “Accelerator for Hospitality” foca-se nas novas soluções digitais para o setor hoteleiro e de restauração.

Entre as 10 startups, marcou presença a portuguesa GuestU, uma startup, com escritórios em Lisboa e Porto, que desenvolveu uma solução que combina a funcionalidade de um smartphone com internet e chamadas gratuitas, a sua própria app,  serviços internos do hotel, um guia da cidade personalizado e informação útil, numa solução completa para a experiência do hóspede.

Esta e outras presenças portuguesas nestes seus projetos levam Olaf Koch a firmar que “Portugal é um país de grande criatividade e inovação. Algo está a acontecer neste país, observamos a paixão com que trabalham em ideias claramente inovadoras””. O CEO do Grupo assegurou que no próximo ano vai visitar o nosso país, para ver de perto, que “onda inspiradora” é esta que invadiu Portugal.

Recomendadas

Martín Tolcachir nomeado CEO Global do Grupo Dia

Tolcachir assumirá a estratégia da empresa a nível global e liderará a execução da estratégia de aceleração para o crescimento em todos os países onde opera, revela o grupo.

Seca no rio Reno põe em risco transporte de mercadorias

Os patrões alemães consideram que o governo federal, juntamente com os vários estados federados, o sector da logística e as empresas industriais, “deve estabelecer um sistema de monitorização próximo para reagir prontamente” ao baixo nível das águas.

Falta de gelo? Mercadona sem limitação de vendas nas lojas em Portugal

Os supermercados em Espanha estão a limitar o número de embalagens de gelo que vendem por cliente, tendo em conta a escassez deste produto devido à maior procura por causa do calor e à menor produção provocada pelos preços da eletricidade.
Comentários