Microsoft convida executivos para concerto exclusivo e despede 10 mil no dia seguinte

O concerto é denunciado pelo “Wall Street Journal”, sendo o mesmo de acesso restrito e apenas por convite. Sting cantou para os executivos em Davos e CEO da Microsoft anunciou despedimentos menos de 24 horas depois.

4 – Microsoft (116 mil milhões de euros)

O anúncio do despedimento de dez mil colaboradores da Microsoft não foi exatamente uma bomba no mercado, uma vez que as grandes tecnológicas têm procedido a várias ondas de despedimentos. No entanto, ninguém está à espera de ser despedido depois dos executivos da empresa terem tido acesso a um evento exclusivo.

O “The Wall Street Journal” reporta, esta sexta-feira, que os executivos da Microsoft assistiram a um concerto exclusivo de Sting, líder da banda Police, em Davos, e no dia seguinte anunciaram o despedimento de dez mil trabalhadores.

O concerto “intimista” foi assistido por 50 pessoas, de acordo com a publicação americana e aconteceu no resort suíço durante a cimeira de Davos, sendo que apenas aconteceu por convite direto. No dia seguinte, o CEO Satya Nadella anuncia o plano de cortar “menos de 5%” da força de trabalho, dez mil empregos.

No anúncio, Nadella apontou que o processo de despedimento ia acontecer “da forma mais considerável e transparente possível” mas que iriam acontecer contratações para “áreas estratégicas”.

Questionados sobre o concerto e a vaga de despedimentos, os executivos da Microsoft não responderam ao jornal.

Relacionadas

Microsoft vai despedir cerca de 10 mil trabalhadores

O grupo informático norte-americano Microsoft anunciou hoje que vai despedir cerca de 10.000 trabalhadores até ao final de março, justificando a decisão com a conjuntura económica e alterações nas prioridades dos clientes.

The Big Ones: Microsoft planeia investir 10 mil milhões de dólares na OpenAI

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

Biden atento à impunidade das Big Tech. Casa Branca a trabalhar numa reforma, diz

O presidente norte-americano Joe Biden assina um artigo no Wall Street Journal a elencar os desafios que o sector da Big Tech traz aos decisores políticos e promete reformas ao nível federal.
Recomendadas

BdP quer melhorar reporte dos contratos de crédito reestruturados ao abrigo do diploma do Governo

O Decreto-Lei do Governo prevê a reestruturação dos créditos à habitação a taxa variável até 300 mil euros, em caso de ser atingida determinada taxa de esforço.

Amazon admite lucros zero no primeiro trimestre

Segundo a Reuters, a empresa norte-americana disse na quinta-feira que o seu lucro operacional poderia cair para zero no trimestre actual, uma vez que as poupanças provenientes dos despedimentos não compensam o impacto financeiro da retração dos consumidores,

Santander aumenta salário de todos os funcionários em Espanha em 4,5%

Banco tinha previsto aumento de 1,25% de aumento para os funcionários mas, para fazer face ao aumento da inflação, reabriu a negociação coletiva e decretou um aumento na ordem dos 4,5%.
Comentários